Homem é condenado a mais de 13 anos de prisão por assaltar Valcredi em Vargeão

Justiça condenou acusado pelo crime de roubo praticado em março deste ano, com três pessoas feitas reféns

Por Redação Oeste Mais

25/06/2019 22h05 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Assalto ocorreu no dia 12 de março deste ano (Foto: Arquivo/Oeste Mais)

A Justiça da comarca de Ponte Serrada condenou Edison Renan Padilha, de 29 anos, a mais de 13 anos de prisão pelo assalto praticado no dia 12 de março deste ano na cooperativa de crédito Sicoob Valcredi Sul em Vargeão. A sentença foi proferida pelo juiz Luciano Fernandes da Silva, por volta das 19 horas desta terça-feira, dia 25.

 

O homem praticou o crime no início da manhã do dia 12 de março, fez reféns e mobilizou diversos policiais até decidir se entregar, já por volta das 10 horas. Conforme a sentença, Edison também foi condenado a um ano de detenção e 50 dias multa no valor mínio de 1/30 do salário mínimo vigente na data do caso.

 

Além do crime de roubo, a pena foi pelo uso de arma de fogo, com ameaça às vítimas. No dia, o homem chegou a realizar disparo com o revólver, que foi apreendido pela polícia. Na sentença, o juiz ainda negou a ele o direito de recorrer em liberdade.

 

Edison segurou como reféns três funcionários da cooperativa de crédito. O gerente foi rendido ainda na porta de casa e obrigado a ir até a agência, pouco antes das 8 horas da manhã. Outras duas mulheres foram abordadas já dentro do local.

 

A defesa alegou no processo que o homem tinha dívidas, inclusive com agiotas, e teria decidido praticar o assalto para conseguir dinheiro.

 

Durante o crime, o gerente tentou tomar a arma do assaltante. Uma refém conseguiu escapar e a polícia invadiu a agência, levando o homem a se entregar.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.