Ex-comandante do Corpo de Bombeiros de Seara é condenado por improbidade

Denuncia foi por suposta apropriação de valores dos bombeiros

Por Oeste Mais

23/09/2018 09:01 - Atualizado em 23/09/2018 09:03



O ex-comandante do Corpo de Bombeiros de Seara, Gilvan Luís da Silva, foi condenado por improbidade administrativa pela Justiça do município. Gilvan foi denunciado por ter supostamente se apropriado indevidamente de valores da instituição. O fato teria agravado a situação financeira dos bombeiros voluntários.

 

A Justiça determinou a perda dos direitos políticos por cinco anos, aplicação de multa de 15 vezes o valor do salário que ele recebia à época que atuava na corporação e proibição de contratar ou receber benefício do poder público por três anos.

 

Não haverá devolução dos valores supostamente desviados, já que, conforme a sentença da Justiça, não há como precisar o montante.


A Stal Equipamentos, que teria participado de fraudes que contribuíram para o desvio de recursos, não poderá contratar com o poder público por três anos.

 

O ex-presidente Orides Barrionuevo e o ex-tesoureiro Evandro Pereira, acusados de conivência, foram absolvidos, assim como a empresa Walmy Confecções.  

 

No processo, Gilvan da Silva negou as acusações. A defesa pode recorrer da sentença.

Com informações da Folha Sete


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.