Estado terá que indenizar alunos de Água Doce em R$ 1 milhão por conduta de professor

Professor foi acusado de discriminação à classe social e à raça de um grupo de alunos

Por Oeste Mais

14/09/2019 18:02 - Atualizado em 14/09/2019 18:02



O governo de Santa Catarina foi condenado pelo Judiciário da comarca de Joaçaba a pagar uma indenização de R$ 1 milhão por danos morais a um grupo de 13 alunos de uma escola do município de Água Doce.

 

Em 2007, um grupo de alunos do município ingressou com uma ação acusando um professor por uma conduta inadequada com suas funções dentro da instituição de ensino.

 

O professor foi acusado de discriminação à classe social e à raça de um grupo de alunos. O docente também foi acusado de assédio sexual. Ele chegou a ser afastado temporariamente e mais tarde pediu uma licença para tratamento de saúde.

 

A Gerência Regional de Educação abriu um processo administrativo na época. Os pais decidiram recorrer ao Poder Judiciário depois que o processo administrativo foi arquivado.

 

As vítimas tinham entre 12 e 13 anos e algumas desistiram de frequentar a escola na ocasião. A decisão da Comarca de Joaçaba é de primeiro grau e cabe recurso.

Com informações da Rádio Catarinense


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.