Dois são condenados e um é absolvido em júri por morte após briga de trânsito em Chapecó

Crime ocorreu no dia 20 de setembro de 2014, quando dois carros colidiram lateralmente na Avenida Getúlio Vargas

Por Oeste Mais

19/06/2019 07:30



Salão do Tribunal do Júri permaneceu lotado durante toda a sessão (Fotos: Núcleo de Comunicação Institucional/Comarca de Chapecó)

O réu Ederson Melotti foi condenado a quatro anos e seis meses de reclusão, em regime semiaberto, pelo crime de lesão corporal seguida de morte ao ser submetido a um júri popular na última semana em Chapecó.

 

Depois de 14 horas ouvindo testemunhas e acusados, de apresentações da promotoria e dos advogados de defesa, os jurados negaram a absolvição do réu e o reconheceram como autor do golpe de faca que provocou a morte da vítima, mas acolheram a tese defensiva de que ele não agiu com intenção de matar. Com isso, ficou afastado o homicídio doloso e o processo foi remetido para o juiz presidente julgar os fatos, algo incomum em um júri.

 

Além de Ederson, Leandro Kovalski foi condenado por participação na lesão seguida de morte, com pena de dois anos e oito meses em regime aberto. Já o terceiro réu, Vinicius Valcarenghi, foi absolvido por insuficiência de provas.

 

Crime

 

O crime ocorreu no dia 20 de setembro de 2014, quando dois carros colidiram lateralmente na Avenida Getúlio Vargas, por volta das 3 horas da manhã, sem grandes danos materiais.

 

Ederson Bender Melotti era um dos motoristas e teria fechado o outro carro, dirigido por Ricardo Florianovitch. Ao descer do veículo, Ederson fez sinal para que um terceiro automóvel parasse. Dois homens estavam nele — Vinícius da Cruz Valgarenghi e Leandro Kovalski. A pedido de Ederson, Vinícius foi ao carro buscar uma faca. Leandro chutou Ricardo e Ederson esfaqueou a vítima.

 

O juiz da 1ª Vara Criminal, Jeferson Vieira, presidiu a sessão. A promotora foi Marta Fernanda Tumelero, com assistência de Osmar Macedo. Na defesa atuaram os advogados Alexandre Santos Correia de Amorim e Marco Antônio Vasconcelos.

Faixas foram colocadas em frente ao Fórum com a foto da vítima (Fotos: Núcleo de Comunicação Institucional/Comarca de Chapecó)

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.