Diretora e três professoras são indiciadas por suspeita de maltratar crianças

De acordo com a denúncia, as vítimas eram trancadas e submetidas a severos castigos

Por Oeste Mais

21/11/2019 16:53 - Atualizado em 21/11/2019 16:53



Três professoras e a diretora de um centro educacional particular de Barra Velha, no Litoral Norte catarinense, foram indiciados por suspeita maltratar, coagir e submeter alunos a situações vexatórias. Os casos teriam ocorrido no primeiro semestre.

 

De acordo com a apuração da polícia, as crianças eram trancadas e outras chegavam a passar mal, porque eram obrigadas a comer contra a vontade.

 

A mãe de uma criança de três anos, que preferiu não se identificar, disse que a filha seria uma das vítimas. "Em relação a minha filha, pelo o que eu sei, ela ficava muito em quartos sozinha, isolada, porque ela não falava. Dizem que tem um vídeo que a professora chamava ela de porca porque ela havia feito necessidades nas calças e disse que não ia limpar ela até que outra professora chegar", afirmou a mulher.

 

Ela também disse que uma das funcionárias da escola também falou sobre outra denúncia. "Pelo que uma funcionária da escola me falou, ele tinha mania de morder as crianças, então ele foi colocado um cinto ao redor do pescoço dele e ele foi puxado pela escola como se fosse uma coleira", explicou.

 

Outro lado

 

A advogada que representa a escola nega as acusações. "Não foi ainda ofertada a denúncia e vamos nos manifestar em um momento oportuno". Das três professoras indiciadas, uma foi afastada da unidade de ensino.

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.