Moradora do Oeste será indenizada por ter gaze esquecida na barriga durante cesárea

Paciente chegou a perder 40 centímetros do intestino por conta do erro médico

Por Redação Oeste Mais

02/06/2022 14h34 - Atualizado em 02/06/2022 14h35



Uma mulher vai receber uma indenização no valor de R$ 40 mil, por danos materiais e estéticos, depois que um médico esqueceu uma gaze na barriga dela durante a cesariana do segundo filho.

 

Conforme o processo que tramitou na Vara Única de São José do Cedro, a vítima começou a sentir fortes dores abdominais dias após o parto. Em nova consulta, com o mesmo médico, o diagnóstico foi uma pequena infecção. Mesmo com o uso prolongado da medicação receitada, as dores se intensificaram, em virtude do largo período sem defecar e com registro de vômitos.

 

Três meses após a cesariana, o mesmo profissional fez uma cirurgia para investigar o que ocorria e encontrou algo semelhante a um tumor oriundo do intestino grosso.

 

Diante da situação, foi transferida para outra unidade hospitalar, em município vizinho. Em novo procedimento cirúrgico, agora realizado por outros médicos, foi constatado que o “tumor” era, na verdade, uma gaze envolta pelo intestino grosso.

 

Por conta do erro médico, foi necessária a retirada de 40 centímetros do intestino, dos quais 3,5 cm estavam necrosados.

 

Em sua defesa, o médico argumentou que a gaze poderia ter sido deixada na primeira cesárea a qual a mulher foi submetida, dois anos e sete meses antes. No entanto, o laudo pericial demonstrou que o objeto não foi identificado nos exames de imagem realizados durante o pré-natal dessa segunda gestação, o que seria evidente.

 

No final, foram condenados o médico responsável, a associação hospitalar e o município onde tudo aconteceu, com danos morais arbitrados em R$ 30 mil e os danos estéticos em mais R$ 10 mil.

 

 Caso parecido

 

No início do mês de maio, outra gestante, moradora de Joinville, no Norte de Santa catarina, foi indenizada em R$ 20 mil, por danos morais, depois que o médico esqueceu uma gaze na barriga dela durante a cesariana.

 

Após o procedimento, ela passou a sentir fortes dores na região da barriga e precisou ser submetida novamente a uma cirurgia para fazer a retirada do corpo estranho encontrado através de uma ultrassonografia.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.