Homem é condenado por envenenar e matar esposa e bebê em SC

Após a morte, autor enterrou os corpos em uma vala no interior da cidade

Por Redação Oeste Mais

27/05/2022 13h53 - Atualizado em 27/05/2022 15h45



Um homem acusado de matar a companheira de 36 anos, além do filho deles, de um mês de vida, foi condenado a 53 anos de prisão inicialmente em regime fechado, e dois meses de detenção, em regime aberto.

 

O crime ocorreu na noite do dia 15 de setembro de 2020, no bairro Morretes, em Itapema, e os corpos foram localizados dias depois em Rio dos Cedros, no Vale do Itajaí.

 

Segundo denúncia do Ministério Público, enquanto preparava o jantar, o réu colocou veneno na carne e serviu para a vítima, que comeu a refeição. Logo após, ao sentir os sintomas do veneno, ela foi levada por ele ao veículo do casal.

 

Apesar de ter dito a ela que seria levada ao hospital, o homem levou a mulher e o filho – também envenenado por beber o leite materno contaminado – para outra cidade. Eles morreram durante o trajeto. Os corpos das vítimas foram enterrados em uma vala em uma propriedade rural.

 

O autor ainda teria usado o celular da vítima para, em nome da mulher, enviar mensagens para amigos e familiares e informar que passava bem e que estava no estado do Rio Grande do Sul com outra pessoa.

 

O Conselho de sentença reconheceu que o réu praticou dois homicídios qualificados.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.