Homem que atraiu vítima até festa para depois matá-la é condenado a 25 anos de prisão

Vítima de 35 anos foi atingido por diversos disparos de arma de fogo e morreu no local

Por Redação Oeste Mais

16/12/2021 09h58 - Atualizado em 16/12/2021 09h58



Um morador de Balneário Arroio do Silva, no Sul catarinense, foi condenado a 25 anos de prisão por um homicídio qualificado ocorrido em janeiro de 2020, no bairro Zona Nova.

 

Segundo a denúncia, o réu, com apoio de comparsas, teria telefonado para a vítima, um homem de 35 anos, oportunidade em que fez um convite para uma confraternização em sua casa.

 

O grupo, porém, surpreendeu as vítimas quando estas chegaram na residência, e uma delas foi atingida por diversos disparos de arma de fogo e morreu no local.

 

A outra vítima do crime, também alvo dos tiros, não foi atingida e conseguiu fugir do local. A motivação seria retaliação por desentendimentos ocorridos dias antes entre a vítima e outros membros de uma facção criminosa da qual todas eram membros.

 

O homem foi condenado por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e dissimulação/traição, e tentativa de homicídio qualificado, para assegurar a impunidade do outro crime, a pena de 25 anos e oito meses de reclusão, em regime fechado. Foi mantida a prisão preventiva do acusado.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.