Mulher que matou grávida para ficar com bebê em Canelinha será levada a júri na próxima quarta-feira

Rozalba Grim trocou três vezes de penitenciária por ser ameaçada e agora está presa na Grande Florianópolis

Por Redação Oeste Mais

20/11/2021 09h46 - Atualizado em 20/11/2021 09h46



Rozalba matou Flávia e usou estilete para retirar criança da barriga da vítima (Fotos: Divulgação)

Será realizada na próxima quarta-feira, dia 24, às 8 horas, a sessão do Tribunal do Júri com Rozalba Grimm, acusada de matar a amiga para retirar um bebê de seu ventre, em agosto de 2020, no município de Canelinha.

 

O julgamento terá lugar no plenário da Câmara de Vereadores de Tijucas, cuja entrada será controlada pela Polícia Militar, com restrição ao público em atenção às normas de segurança sanitária para combate à Covid-19.

 

Profissionais da imprensa poderão acompanhar a movimentação inicial do júri, antes da fase de oitiva das testemunhas e do interrogatório da ré, em uma área reservada aos veículos de comunicação. Também será autorizada a cobertura de parte dos debates entre acusação e defesa e do momento de prolação da sentença.

 

Além das pessoas envolvidas na realização do júri, apenas um pequeno grupo de familiares da ré e da vítima terá acesso ao plenário da Câmara. A página do Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) divulgará o resultado do julgamento.

 

Presa preventivamente, a ré foi pronunciada pelos crimes de feminicídio qualificado por motivo torpe, com emprego de meio cruel, mediante dissimulação e para encobrir outro crime. Também pelo crime de tentativa de homicídio qualificada pela impossibilidade de defesa (em relação ao bebê). Ela responderá, ainda, pelos crimes de ocultação de cadáver, parto suposto, subtração de incapaz e fraude processual


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.