Acusado de matar mulher a facadas em frigorífico vai a júri em Seara

Carla Demarco, de 32 anos, foi morta no dia 9 de novembro de 2020

Por Redação Oeste Mais

22/07/2021 17h11



Nove meses após a morte de Carla Demarco, de 32 anos, o acusado de assassinar a mulher, um homem de 33 anos, vai a julgamento no dia 6 de agosto, em Seara, no Oeste de Santa Catarina. Carla era ex-companheira do acusado e foi assassinada a facadas

 

O crime ocorreu no fim da madrugada do dia 9 de novembro de 2020, em um frigorífico na Rua Zacarias Nava, no Centro de Seara.  O processo corre em segredo de justiça.

 

O júri terá início às 9h da sexta-feira, dia 6 de agosto, e será o primeiro após o início da pandemia. O julgamento será presidido pelo juiz Douglas Cristina Fontana e não será aberto ao público em decorrência das restrições da pandemia.

 

A promotora que atuará na acusação é Marta Fernanda Tumelero e o advogado de defesa será Bruno Vinicius Pandolfi. O processo corre em segredo de justiça.

 

Relembre o caso

 

De acordo com informações da Polícia Militar, Carla foi morta com golpes de faca enquanto trabalhava em um frigorífico. O autor do feminicídio, que possui passagem pela polícia por porte de arma branca e lesão corporal, fugiu após o crime.

 

O Corpo de Bombeiros Militar foi acionado por volta das 5h50 do dia 9 de novembro para atender a ocorrência. No local, a vítima era transportada em uma maca por funcionários da própria empresa. A faca utilizada tinha cerca de 15cm de lâmina.

 

Os golpes atingiram regiões do antebraço, pescoço, abdômen e costas da mulher. Carla chegou a ser socorrida por colegas e levada ao Hospital São Roque pelos bombeiros, mas não resistiu e morreu. O acusado está preso desde o dia 10 de novembro, um dia após o crime.

Com informações do ND+


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.