Homem que matou ex-companheira em salão de beleza permanecerá preso

Suspeito foi preso no mesmo dia do crime, na casa de um familiar

Por Oeste Mais

09/06/2021 13h56 - Atualizado em 09/06/2021 13h56



Clarice Libino foi morta a tiros em Paial (Foto: Reprodução/Facebook)

Um homem de 42 anos que atirou contra a ex-companheira na tarde de segunda-feira, dia 7, em Paial, teve a prisão preventiva decretada pelo juiz da Vara Única da comarca de Itá.

 

O suspeito foi preso no mesmo dia do crime, na casa de um familiar no interior de Paial.

 

Atendendo às normas de segurança sanitária, a audiência de custódia foi realizada por videoconferência no início da tarde desta terça-feira, dia 8. Sendo assim, o agressor permanecerá no presídio de Concórdia até o julgamento.

 

De acordo com informações das Polícias Civil e Militar, a mulher de 38 anos estava em um salão de beleza quando o ex-companheiro entrou no estabelecimento e disparou cinco vezes contra a vítima. Ela foi atingida na cabeça, costas e abdômen e morreu no local.

 

O homem fugiu, sendo preso horas depois. Segundo testemunhas, o casal estava junto há mais de 20 anos e o relacionamento foi interrompido há cerca de dois meses, o que teria motivado o feminicídio.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.