Acusados de matar taxista em Fraiburgo são condenados

Homem saiu para trabalhar e foi morto por dois homens

Por Oeste Mais

17/07/2020 10h32


A justiça de Fraiburgo condenou na última quarta-feira, dia 15, os dois acusados pela morte do taxista Adenor Pontes. O corpo da vítima foi encontrado no dia 1º de novembro de 2019, nas margens de um rio, após quase dois dias desaparecido.

 

O carro foi localizado queimado no dia seguinte ao crime, que ocorreu no dia 30 de outurbo, em uma estrada de chão batido, próximo a torre de uma operadora de celular.

 

Os autores foram identificados e presos pela Polícia Civil. Eles confessaram o crime e informaram o local onde esconderam o corpo. Um dos acusados foi condenado a 24 anos e quatro meses de prisão, e o outro, a 21 anos de prisão, ambos em regime fechado, pela prática dos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e ocultação de cadáver.

 

O juiz considerou que os réus agiram mediante traição, pois atingiram subitamente o taxista com disparos enquanto ele dirigia o veículo, impedindo que oferecesse qualquer resistência. Eles também foram condenados ao ressarcimento ao proprietário do táxi incendiado, no valor de R$ 44.327,00.



Com informações da Rádio Fraiburgo

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.