Advogado é condenado por revelar identidade de colaborador

Pena do acusado é de seis meses e 20 dias de reclusão, em regime aberto

Por Oeste Mais

26/06/2020 09h15 - Atualizado em 26/06/2020 09h27


Um advogado de São Miguel do Oeste foi condenado a seis meses e 20 dias de reclusão, em regime aberto, pelo crime de revelação de identidade de colaboradores, por duas vezes. 

 

Outras quatro pessoas foram sentenciadas pelo crime de coação no curso do processo. Somadas, essas outras penas chegam a 10 anos, três meses e 20 dias de reclusão em regime aberto. O magistrado da Vara Criminal da comarca local aplicou ainda multa aos cinco réus.

 

Eles foram acusados de divulgar, em redes sociais, trechos de vídeo gravado durante depoimento de colaboração premiada, em que as testemunhas relataram o envolvimento do cliente do advogado em um crime.

 

Valendo-se de sua profissão, o jurista acessou o processo e extraiu os vídeos em que os colaboradores citavam seu cliente. As imagens também foram utilizadas para ameaças a familiares dos colaboradores. Cabe recurso da sentença.​

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.