Professoras de creche no Oeste são condenadas por torturar crianças

Pais observaram mudança de comportamento dos filhos e fizeram denúncia

Por Oeste Mais

11/03/2020 07h46 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Duas professoras foram condenadas pelo crime de tortura contra crianças no município de Abelardo Luz. O caso teria acontecido no primeiro semestre de 2016, em uma unidade de educação infantil do município.

 

Segundo o promotor de Justiça Christopher Augusto Danieski, a denúncia partiu de pais que observaram a mudança de comportamento dos filhos, que teriam ficado agressivos e se recusavam a ir para a escola.

 

Na investigação, o Ministério Público detectou que as três crianças citadas no processo eram ofendidas com palavras de baixo calão, agressão física e castigadas fisicamente. As professoras inclusive negavam comida às vítimas.

 

As crianças também apresentavam hematomas pelo corpo, com ferimentos nas regiões dos olhos, barriga e braços. Ainda conforme o Ministério Público, eram sufocadas para dormir.

 

As professoras têm 38 e 42 anos. Elas foram condenadas pelo crime de tortura, com pena de dois anos e oito meses de reclusão, em regime aberto, além da perda da função pública, interdição pelo exercício do dobro da pena aplicada e pagamento das custas de despesas processuais.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.