Juiz arbitra fiança de R$ 40 mil para acusado de aplicar golpes de TV a cabo

Prisão ocorreu depois que a polícia reuniu provas dos crimes de estelionato praticados por ele no interior de Tangará, Ibiam e Pinheiro Preto

Por Redação Oeste Mais

13/09/2019 14h57 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



A justiça da comarca de Tangará fixou nesta quinta-feira, dia 12, uma fiança no valor de R$ 40 mil para o homem que foi preso acusado de aplicar golpes da TV a cabo na região. O juiz Flávio Luís Dell'Antônio estabeleceu o valor com base no cálculo atualizado dos danos causados às vítimas.

 

Valmir Carlos Biasnecki foi preso no dia 3 de junho em Tangará. A prisão foi decretada depois que a polícia reuniu provas dos crimes de estelionato praticados por ele no interior de Tangará, Ibiam e Pinheiro Preto. Ele recorreu ao Superior Tribunal de Justiça, mas teve o pedido de liberdade negado no final do mês de julho.

 

Conforme a denúncia, Valmir vendia antena e aparelho receptor de TV a Cabo aos agricultores prometendo que teriam acesso aos canais para sempre, mediante pagamento único (entre R$ 898 e R$ 1.390).

 

No entanto, o serviço contratado era na forma pré-pago, cuja adesão seria muito mais barata do que o valor cobrado e parava de funcionar após 30 dias da instalação, condicionando o acesso aos canais ao pagamento de créditos.

 

Com informações do Caco da Rosa


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.