Rodovias são liberadas por caminhoneiros após duas semanas de protestos

De acordo com a PRF, os últimos cinco trechos foram liberados nesta terça em SC

Por Oeste Mais

03/03/2015 14:09 - Atualizado em 25/10/2015 14:01



Após duas semanas de protestos, caminhoneiros liberaram todos os trechos de rodovias em Santa Catarina. Segundo o inspetor Ivo Silveira, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os últimos cinco pontos foram liberados por volta das 9h30 desta terça-feira, dia 3.

A PRF afirmou que não houve conflitos durante os desbloqueios desta terça. A polícia disse que continuará trabalhando na retirada de caminhões que estão estacionados nas cidades e na vigilância para evitar novos bloqueios.

Os caminhoneiros começaram os bloqueios no dia 18 de fevereiro. Eles reivindicam melhores condições nas rodovias da região e protestam contra o aumento no valor de combustíveis.

No início da manhã desta terça havia cinco trechos bloqueados. Eram três na BR-163, nas cidades de Guaraciaba, São José do Cedro e Guarujá do Sul. Já na BR-282 havia bloqueios em São Miguel do Oeste e Maravilha.

Desbloqueios de segunda-feira

Após orientação policial, os trechos de Nova Erechim e Pinhalzinho, na BR-282, região Oeste de Santa Catarina, que estavam ocupados por caminhoneiros em protesto, foram desbloqueados na noite de segunda-feira, dia 2. Conforme a PRF, houve uma prisão.

A liberação dos trechos na BR-282 nesta segunda começou por volta das 16h30 em Nova Erechim. No trevo da cidade, cerca de 30 caminhões estavam estacionados em postos de gasolina. Após a garantia da PRF de que daria segurança aos caminhoneiros que quisessem sair, a maioria dos motoristas deixou o local. Em seguida foi liberado o trecho de Pinhalzinho.

Prisões

Em Maravilha, no km 605 da BR-282, foi preso um dos organizadores da manifestação, informou a PRF. Até a publicação desta notícia, não havia mais detalhes sobre o motivo da prisão. A PRF ainda prendeu seis adultos e apreendeu dois menores durante ação de desbloqueio da BR-158, em Cunha Porã e Palmitos, na noite de domingo, dia 1º. Eles atiraram pedras contra caminhões que deixaram o bloqueio e também em uma viatura do órgão federal.


G1 / SC


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.