Pnaic é retomado pela Secretaria de Educação de Ponte Serrada

Terceiro ciclo de atividades do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa foi iniciado esta semana

Por Oeste Mais

10/09/2015 13:09 - Atualizado em 25/10/2015 14:01



O terceiro ciclo de atividades do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic) foi iniciado nesta semana pela Secretaria de Educação de Ponte Serrada. O primeiro encontro do ano ocorreu justamente no Dia Mundial da Alfabetização, 8 de setembro, marcando o retorno do Pnaic em 2015. O objetivo principal do programa é a formação contínua dos professores alfabetizadores.

O Pnaic busca promover o ensino-aprendizagem de forma efetiva nas escolas, alcançando todas as crianças em fase de alfabetização até os oito anos de idade (1º ao 3º ano) do ensino fundamental. Para atingir a meta, o professor alfabetizador tem papel indispensável. Um dos eixos do pacto é a formação continuada. No terceiro ciclo a proposta é a integração das áreas de artes, ciências humanas e ciências da natureza.

A orientadora de estudos, Solene Vicenzi Dal Bianco, participou da primeira formação deste ano em Fraiburgo. O trabalho ocorreu em agosto e teve duração de três dias. De acordo com a coordenadora do Pnaic em Ponte Serrada, Tailene da Rosa, agora são 16 professores do município participando da formação, que terá 80 horas de atividades, com encontros semanais.

“Com a evolução dos encontros de formação que vem acontecendo desde o ano de 2013, os docentes perceberam que o Pnaic tinha algo novo a oferecer e mergulharam no projeto, colocando em prática os conteúdos e as estratégias que aprendiam nos encontros”, comenta Tailene, lembrando ainda que o programa traz propostas para solucionar vários problemas em sala de aula.

“Percebe-se os resultados significativos no processo ensino-aprendizagem. Os conteúdos são trabalhados de forma lúdica. Os alunos aprendem brincando. Tanto a formação como os materiais têm influenciado muito o ensino em sala de aula, pois são muito ricos e práticos. Já as aulas se tornaram mais lúdicas, criativas e reflexivas”, completa a coordenadora.

Os reflexos positivos do pacto são notados pelas diretoras das unidades de ensino do município, que observam a transformação de muitos professores. “O Pnaic contribui para elevar o conhecimento dos professores alfabetizadores e assim atender as diferenças dos alunos no contexto escolar”, avalia Simone Allebrandt, diretora da Escola Ubaldino de Araújo Bello.







COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.