Novos filhotes de papagaio-de-peito-roxo são avistados no Parque das Araucárias

Projeto de reintrodução da espécie está em andamento desde 2011 em área entre Ponte Serrada e Passos Maia

Por Oeste Mais

11/02/2015 08:43 - Atualizado em 25/10/2015 14:01



O esforço para evitar a extinção da espécie de papagaio-de-peito-roxo rendeu mais uma recompensa à equipe do Instituto Espaço Silvestre, responsável por um projeto de reintrodução da ave no Parque Nacional das Araucárias (PNA). Nesta terça-feira, dia 10, dois filhotes foram registrados pela bióloga e doutora em zootécnica Vanessa Tavares Kanaan, coordenadora do projeto.

A área onde fica o PNA, entre Ponte Serrada e Passos Maia, é monitorada com frequência para o acompanhamento dos papagaios. Vanessa conta que um macho já era monitorado há seis meses, depois do relato que outro papagaio começou a acompanhá-lo. “Acompanhamos a mudança em seu comportamento, que indicava um possível cuidado de filhotes no ninho. Finalmente conseguimos visualizar todos, graças à ajuda dos moradores locais, que atuam como cidadão-cientista”, reconhece a coordenadora.

Segundo ela, já podem ser cinco filhotes sobrevoando o parque desde o início do projeto. Além dos dois observados nesta terça, outros três foram vistos no mês passado. Um filhote de papagaio inclusive apareceu em uma residência de Ponte Serrada no início de janeiro. “Talvez um deles seja o que caiu. Nós estamos investigando”, destaca.

Para quem tem interesse em visualizar as aves, a orientação da bióloga é que prestem atenção no inicio da manhã e final da tarde, “quando estão mais ativos”, diz Vanessa. “E lembramos que lugar de papagaio é na natureza. Qualquer pessoa que encontre uma ave silvestre que precise de cuidados, deve entrar em contato com a polícia, uma vez que capturar e manter animais silvestres sem autorização é crime. Pedimos que as pessoas denunciem qualquer atividade criminosa”, aproveita para orientar.

A primeira soltura de papagaios realizada pelo projeto foi em janeiro de 2011, com 13 começando a voar livremente pelo território de quase 13 mil hectares do parque. Vítimas do tráfico de animais silvestres, mais 30 foram soltos numa segunda etapa, em setembro de 2012. Todas as aves são monitoradas periodicamente.

Rede de proteção

Nesta quinta-feira, dia 12, uma reunião para a criação de uma rede de proteção aos papagaios será realizada na Câmara de Vereadores de Ponte Serrada. Toda a comunidade está convidada a participar. O encontro está previsto para começar às 9 horas da manhã.





COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.