Municípios do Oeste serão beneficiados pelo Programa Água para o Campo

Cisternas de 500 mil litros cada serão construídas para minimizar efeitos da estiagem

Por Oeste Mais

12/03/2015 08:45 - Atualizado em 25/10/2015 14:01



A ordem de serviço para a primeira etapa do Programa Água para o Campo, que vai garantir a construção de 1.864 cisternas de 500 mil litros de água cada em 66 municípios catarinenses, foi assinada nesta quarta-feira, dia 11, pelo governador Raimundo Colombo e o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa. A ação completa faz parte do Pacto por Santa Catarina e prevê investimentos de R$ 53,8 milhões para minimizar os efeitos da estiagem no estado.

“A estiagem no Oeste tem sido intensa. Temos chuva na região, mas o problema é que nem sempre é na data correta. Então, o que estamos fazendo agora é armazenar água da chuva nas propriedades rurais. Com isso, garantimos oferecimento de água aos animais da propriedade, permitindo enfrentar de forma qualificada o problema da seca. Este é um importante trabalho de prevenção, evitando prejuízos que afetariam os produtores em caso de estiagem”, afirmou o governador, por meio da assessoria de imprensa.

O programa oferece financiamentos para suinocultores e avicultores integrados às agroindústrias interessados na construção de estruturas para coleta, armazenagem e utilização da água da chuva destinada ao consumo animal. Cada cisterna terá o custo de R$ 28,9 mil, que poderão ser pagos em cinco parcelas anuais sem juros.

Caso o agricultor opte por pagar o valor total do financiamento no primeiro ano, receberá 50% de desconto; no segundo ano, terá 40% de desconto; no terceiro, 30% de desconto, e no quarto ano, 20% de desconto. Se o agricultor quiser pagar o valor total do financiamento no quinto ano, não será beneficiado com desconto.

Os suinocultores e avicultores interessados no financiamento deverão possuir um projeto técnico e receberão assistência da Epagri e de outras estruturas pública do setor de extensão rural. As secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs), com apoio dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural e das prefeituras, irão selecionar os produtores aptos a participarem do programa.

Municípios contemplados:

Água Doce, Água de Chapecó, Alto Bela Vista, Arabutã, Arroio Trinta, Belmonte, Caibi, Campos Novos, Capinzal, Catanduvas, Caxambu do Sul, Chapecó, Concórdia, Coronel Freitas, Coronel Martins, Cunha Porã, Cunhataí, Descanso, Faxinal dos Guedes, Fraiburgo, Gatambú, Herval d´Oeste, Ibiam, Ibicaré, Iomerê, Ipira, Iporã do Oeste, Ipuaçu, Ipumirim, Iraceminha, Irani, Itá, Itapiranga, Jaborá, Joaçaba, Lindóia do Sul, Luzerna, Maravilha, Mondaí, Nova Erechim, Nova Itaberaba, Ouro, Palmitos, Peritiba, Pinhalzinho, Planalto Alegre, Presidente Castelo Branco, Quilombo, Riqueza, Romelândia, Santiago do Sul, São Carlos, São João do Oeste, São Lourenço do Oeste, São Miguel do Oeste, Saudades, Seara, Tangará, Tigrinhos, Tunápolis, União do Oeste, Vargeão, Vargem Bonita, Videira, Xanxerê e Xaxim.



COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.