Eventos celebram quarta soltura do papagaio-de-peito-roxo e Dia Mundial da Vida Selvagem

Concurso de desenhos envolveu crianças das escolas de Passos Maia

Por Jeferson Rubens Coppini

03/03/2016 20:11 - Atualizado em 05/02/2018 22:39



Evento em Passos Maia reuniu dezenas de alunos (Foto: Jhonatan Coppini/Oeste Mais)

O Parque Nacional das Araucárias (PNA) recebeu nesta semana novos moradores. A quarta soltura de papagaios-de-peito-roxo foi realizada pelo Instituto Espaço Silvestre, responsável pelo projeto de reintrodução da espécie, iniciado há mais de cinco anos.

 

Para comemorar a ação e ainda a passagem do Dia Mundial da Vida Silvestre, eventos foram desenvolvidos nos municípios de Ponte Serrada e Passos Maia, ambos com parte do território dentro do PNA, que ao todo abrange uma área de 12.841 hectares.

 

Entrega de panfletos informativos e atividades envolvendo especialmente as crianças fizeram parte da programação. Em Passos Maia houve inclusive um concurso de desenhos, com premiação aos estudantes que ilustraram da melhor forma os “roxinhos”, como são carinhosamente chamados os papagaios.

 

“É um projeto que além de ser de conscientização ambiental, de preservação da vida silvestre, também pode ser de geração de renda”, destacou o prefeito de Passos Maia, Ivandre Bocalon. Entusiasmado com o potencial turístico do PNA, ele acompanhou as atividades realizadas nesta quinta-feira, dia 3. “É claro que ainda precisamos evoluir na parte de infraestrutura, mas temos um grande potencial de turismo ecológico com o parque”, pontuou.

 

Sete papagaios

 

A quarta soltura foi responsável por reintroduzir na natureza mais sete papagaios. “A emoção de ver cada papagaio saindo do viveiro de ambientação é única”, resumiu a coordenadora do projeto, a bióloga e doutora em zootecnia Vanessa Tavares Kanaan. Segundo ela, nas outras três solturas já tinham sido reintroduzidas 76 aves.

 

Veja as fotos da soltura

 

Ao falar diretamente para os alunos, Vanessa destacou a importância da educação ambiental às novas gerações. “Muitos de vocês vivem nas áreas rurais e podem ver os papagaios por aí. E a maneira que vocês podem ajudar é protegendo o papagaio. Se hoje esse projeto é um sucesso e a gente tem filhotinhos nascendo na natureza, é porque cada um de vocês colabora. Isso faz parte de uma história que a gente está levando para o mundo inteiro”, discursou a coordenadora, emocionando-se ao final.

 

Proporção internacional

 

O projeto de reintrodução já rendeu publicações em diversos veículos do Brasil e do mundo, como artigos na Austrália e Alemanha. Nesta semana também houve a visita de representantes do Ministério do Meio Ambiente, que acompanharam a quarta soltura, incluindo uma equipe do programa “A Voz do Brasil”, responsável pela elaboração de uma reportagem prevista para ser reproduzida na edição desta quinta-feira.

 

Apoio

 

Segundo a coordenadora do projeto, uma quinta soltura em 2017 será de extrema importância para o efetivo estabelecimento de uma população de papagaios-de-peito-roxo na área. “Não temos recursos garantidos para isso ainda. Pessoas ou empresas interessadas em colaborar podem entrar em contato conosco”, indicou Vanessa.

 

A ave era considerada extinta na região do Parque Nacional das Araucárias. “Hoje a comunidade local surpreendeu ao demonstrar, por iniciativa própria, sua alegria em receber os roxinhos de volta ao lar. Nunca tivemos tanto orgulho do povo e do local escolhido para a reintrodução dessa espécie ameaçada de extinção. Parabéns ao povo de Ponte Serrada e Passos Maia por proteger a fauna que essa região tão especial abriga”, agradeceu a coordenadora.




























COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.