Amai comemora aniversário de 40 anos com evento na próxima sexta-feira

Solenidade em Faxinal dos Guedes deverá contar com mais de 300 convidados

Por Oeste Mais

01/02/2019 08:19 - Atualizado em 01/02/2019 08:43



Atual sede da Amai (Foto: Divulgação/Amai)

A Associação dos Municípios do Alto Irani (Amai) está comemorando o aniversário de 40 anos de fundação. Uma solenidade na próxima sexta-feira, dia 8, vai marcar a passagem da data. O evento está agendado para as 19h30, no Centro de Cultura e Eventos César Avelino Bragagnolo, no município de Faxinal dos Guedes.

 

A expectativa é que mais de 300 convidados acompanhem a cerimônia, entre ex-presidentes da Amai, lideranças nacionais e regionais. A solenidade vai apresentar a história da Amai, com entrega de comendas aos homenageados, posse da diretoria executiva de 2019 e coquetel.

 

Na ocasião, o presidente Adilson Barella vai transmitir o cargo para Eliéze Comachio, prefeita de São Domingos, que comandará a entidade em 2019. “A associação é a força do associativismo, da disposição dos prefeitos e lideranças que juntos buscam soluções para o desenvolvimento de toda região. Muitas conquistas foram registradas nestes 40 anos de história, desde pleitos políticos até realização de obras e tenho total certeza que os benefícios serão cada vez maiores com a união da região”, avalia Adilson.

Reuniões da Amai ocorriam inicialmente na antiga Câmara de Vereadores de Xanxerê (Foto: Divulgação/Amai)

Fundação

 

Prefeitos de oito cidades e lideranças locais se reuniram e fundaram a Amai no dia 6 de outubro de 1978. As reuniões ocorriam inicialmente na Câmara de Vereadores de Xanxerê. No ano seguinte, em 1979, tornaram-se itinerantes, passando pelos municípios associados.

 

A associação funciona como uma ponte entre sociedade, prefeitos e estado. Nela as necessidades e pleitos das administrações dos municípios são apresentadas e levadas à frente, com a busca de melhorarias para a região.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.