Pré-lançamento da Operação Veraneio prevê cinco milhões de turistas em SC

Cerca de nove mil profissionais de segurança pública e outros mil guarda-vidas contratados deverão trabalhar durante 81 dias de atividades

Por Oeste Mais

22/11/2018 09h43 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



As estratégias e ações para garantir a segurança, além de serviços aos catarinenses e turistas durante a estação mais movimentada do ano, foram apresentadas nesta quarta-feira, dia 21, durante o pré-lançamento da Operação Veraneio 2018-2019. O trabalho vai acontecer em 61 dos 295 municípios catarinenses.

 

O governador Eduardo Pinho Moreira disse que os recursos estão garantidos na ordem de R$ 15 milhões. Junto com os representantes das secretarias e órgãos envolvidos, ele apresentou um panorama do que está programado para a operação deste ano. A vice-governadora eleita, Daniela Reinehr, também compôs a mesa das autoridades.

Pré-lançamento da Operação Veraneio foi realizada em Santa Catarina (Foto: Mauricio Vieira/Secom)

Hoje o turismo representa 13% do PIB de Santa Catarina. Pela primeira vez, a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) vai disponibilizar aos visitantes uma cartilha com informações em espanhol.

 

A expectativa do secretário Tufi Michreff Neto é de crescimento no número de visitantes na temporada, chegando a cinco milhões de turistas nacionais e estrangeiros, segundo dados da rede hoteleira, das companhias aéreas e Infraero.

 

“Vai ser uma temporada fantástica. Nós estamos bem preparados, Santa Catarina tem bons índices na segurança pública, que é o principal item quando um turista vai escolher um local para visitar e temos essa preocupação de garantir que outros serviços públicos estejam adequados”.

 

Segurança Pública

 

A Operação Veraneio 2018-2019 será coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada, presidido pelo secretário da Segurança Pública Alceu de Oliveira Pinto Junior. Além das polícias Civil, Militar e Rodoviária, Bombeiros, IGP e Detran, também atuarão de forma integrada as Secretarias da Defesa Civil e da Justiça e Cidadania, Exército, Marinha, Aeronáutica, polícias Federal e Rodoviária Federal, bem como as prefeituras abrangidas por meio das guardas municipais.

 

Cerca de nove mil profissionais de segurança pública e outros mil guarda-vidas contratados contarão com cerca de duas mil viaturas, sete helicópteros e três aviões, além de quadriciclos, motonáuticas e embarcações. A novidade deste ano é que com a expectativa da vinda de 1,5 milhão argentinos, policiais e bombeiros do país vizinho também estarão integrados. A participação deles foi viabilizada através de convênio de cooperação na área de segurança pública entre Santa Catarina e a Província de Missiones (AR).

 

Para os 81 dias de operações, as corporações terão forte apoio tecnológico. Pela primeira vez um sistema de inteligência analítica foi adotado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública. A plataforma tecnológica permitirá o acompanhamento em tempo real das ações de segurança em andamento. As autoridades de segurança e o governador terão acesso on-line ao sistema de informações para acompanhamento permanente via tablet e smartfone.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.