Com R$ 50,9 milhões, Programa Terra-Boa deverá beneficiar 70 mil agricultores

Convênio foi firmado entre a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca e a Fecoagro

Por Oeste Mais

26/01/2017 11h18 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Nova edição do Programa Terra-Boa foi lançada na abertura do Itaipu Rural Show (Foto: Jaqueline Noceti/Secom)

Cerca de 70 mil agricultores deverão ser beneficiados em Santa Catarina pelo Programa Terra-Boa neste ano. Os investimentos serão de R$ 50,9 milhões para subsidiar a aquisição de 220 mil sacos de sementes de milho, 300 mil toneladas de calcário, 1,1 mil kits forrageira e 350 kits apicultura.

 

Uma nova edição do programa foi lançada oficialmente nesta quarta-feira, dia 25, pelo secretário de Estado da Agricultura e Pesca, Moacir Sopelsa, durante a abertura da Itaipu Rural Show no município de Pinhalzinho, no Oeste catarinense.

 

O convênio foi firmado entre a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca e a Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado de Santa Catarina (Fecoagro). A intenção do governo é que o programa aumente a produtividade nas lavouras catarinenses, além de incentivar os investimentos na melhoria de pastagens e na apicultura. Os produtores têm acesso ainda a sementes de milho de alta tecnologia, obtendo maior produtividade por área plantada.

 

Destaque na produção

 

O secretário da Agricultura destacou que, mesmo com apenas 1,12% do território nacional, Santa Catarina se consolida como grande produtor de alimentos. Conforme Sopelsa, o estado tem quase 90% das propriedades rurais classificadas como de agricultura familiar e é o primeiro produtor nacional de suínos, cebola, maçã, ostras, mexilhões e pescados. “Isso prova que as pequenas propriedades podem gerar renda e desenvolvimento. Nosso estado consegue produzir muito, porque as pessoas trabalham incansavelmente. E o programa Terra-Boa atua para apoiar e desenvolver ainda mais a atividade”, salientou.

 

O estado também é o segundo maior produtor de aves, tabaco e arroz e está entre os maiores produtores de mel, banana, trigo e leite. Dados da Secretaria de Agricultura e Pesca mostram que com mais de 700 mil empregos diretos, o agronegócio movimenta cerca de R$ 61 bilhões, ou seja, 29% do Produto Interno Bruto (PIB) catarinense.

 

Em 2016, o Terra-Boa distribuiu 206 mil sacas de semente de milho, maior volume em 20 anos. Foram disponibilizadas também mais de 220 mil toneladas de calcário. Ao todo, aproximadamente 70 mil agricultores catarinenses foram beneficiados.

 

Itaipu Rural Show

 

Considerado o maior evento do agronegócio catarinense, o Itaipu Rural Show apresenta as tecnologias e tendências do setor. Aberto nesta quarta, o evento segue até sábado, dia 28. Quem participa tem acesso a orientações técnicas em avicultura, suinocultura, bovinocultura de leite, horticultura, cereais, plantas medicinais, pastagem, irrigação, feno e pré-secado, além de ovinocultura. No evento também acontece pela primeira vez o Seminário Itaipu de Leite, com palestras renomadas sobre o setor.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.