Municípios do Oeste constroem pauta para apresentar aos governos federal e estadual

Reuniões foram realizadas na manhã desta terça entre prefeitos de cidades afetadas

Por Oeste Mais

21/07/2015 15h29 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Dois encontros foram realizados na manhã desta terça-feira, dia 21, com representantes de municípios do Oeste atingidos pelas fortes chuvas da semana passada. As reuniões serviram para definir uma pauta de intervenção aos governos estadual e federal.

A primeira reunião aconteceu às 8 horas na Prefeitura de Saudades, com municípios que decretaram situação de calamidade pública. Já às 11 horas a discussão envolveu representantes de municípios que decretaram situação de emergência, na sede da Prefeitura de Pinhalzinho.

O deputado estadual Dirceu Dresch (PT), o deputado federal Pedro Uczai (PT) e o deputado estadual Mauro de Nadal (PMDB) participaram das reuniões com prefeitos e lideranças dos municípios de Cunha Porã, Bom Jesus do Oeste, Águas Frias, Nova Erechim, Nova Itaberaba, Sul Brasil, Modelo, Xaxim, Coronel Freitas, Saudades e Pinhalzinho.

Nos encontros houve um levantamento da situação dos municípios, as principais demandas e definida a construção de pauta coletiva de ações voltadas para os municípios que decretaram situação de emergência, com outra pauta específica aos municípios que estão em situação de calamidade pública.

As reivindicações serão apresentadas em audiências com o governo do estado no dia 4 de agosto, em Florianópolis, e com os órgãos do governo federal nos dia 6 e 7 de agosto, em Brasília. Outra ação definida é tentar trazer o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, para visitar as cidades afetadas. Ele estará em Santa Catarina na quinta-feira, dia 23, para agenda em Florianópolis.

"Unificamos as informações e vamos construir uma pauta central que será levada aos governos federal e estadual com o objetivo de agilizar as obras de reconstrução dos municípios afetados e o socorro das famílias e setores da economia mais prejudicados", explicou Dresch. Uma das reivindicações será a construção de casas modulares, a exemplo das que foram construídas pelo Ministério das Cidades para famílias que tiveram as casas destruídas pelo tornado que atingiu Xanxerê no mês de abril.

Nos municípios que decretaram situação de emergência as principais perdas ocorreram na agricultura e com a destruição de pontes, estradas e bueiros. Já nos municípios em situação de calamidade pública as necessidades principais incluem a reconstrução de moradias e prédios públicos e a liberação de crédito subsidiado para as empresas poderem se recuperar. Somente nos municípios de Saudades e Coronel Freitas, cerca de 50 casas foram completamente destruídas pela força das águas.



COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.