Boletim sobre situação da dengue em Santa Catarina confirma 1.634 casos

Mais de 4,4 mil focos do mosquito transmissor da doença já foram identificados

Por Oeste Mais

06/05/2015 09h09 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



O novo boletim divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) nesta terça-feira, dia 5, informa que, de 1º de janeiro a 4 de maio, foram notificados 5.573 casos de dengue em Santa Catarina. Destes, 1.634 casos (29,3%) foram confirmados, 2.917 (52,3%) descartados e 1.022 (18,3%) são suspeitos, que estão em investigação.

Do total de casos confirmados, 1.475 (90,3%) são autóctones (transmissão dentro do estado), 109 (6,7%) são importados (transmissão fora do estado) e 50 (3,1%) estão em investigação para definição do local provável de transmissão.

Do total de casos autóctones confirmados, 1.099 tiveram como local de transmissão o município de Itajaí, 12 em Chapecó, quatro em Itapema e um em Joinville. Itajaí vive uma situação de epidemia, com uma taxa de incidência (total de casos novos na população) de 545 casos por 100 mil habitantes.

Em Santa Catarina, até o momento, foram identificados 4.442 focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença em 93 municípios catarinenses. Os municípios de Anchieta, Balneário Camboriú, Chapecó, Coronel Freitas, Guarujá do Sul, Guatambu, Itajaí, Itapema, Joinville, Palmitos, Passo de Torres, Pinhalzinho, Planalto Alegre, São Miguel do Oeste, Serra Alta, Xanxerê e Xaxim são considerados infestados pelo mosquito, definição realizada de acordo com a disseminação e manutenção dos focos.



COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.