Defesa Civil de Criciúma envia 40 toneladas de donativos para Ponte Serrada

Mantimentos para as vítimas do tornado chegaram entre o final da tarde e noite desta sexta

Por Oeste Mais

25/04/2015 13h53 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Cerca de 40 toneladas de donativos chegaram até Ponte Serrada devido a uma mobilização da Defesa Civil de Criciúma. Os mantimentos foram todos descarregados entre o final da tarde e início da noite de sexta-feira, dia 24, no ginásio da Escola Antonio Paglia.

Angela Melo, coordenadora da Defesa Civil de Criciúma, conta que dois caminhões carregados de roupas, colchões, cobertores, alimentação, água, leite, material de higiene pessoal e até lonas foram enviados a Ponte Serrada. ?É uma operação relâmpago que fizemos em Criciúma, praticamente levou três dias e superou as nossas expectativas, com a região carbonífera de Criciúma sendo solidária para as cidades que sofrem esse tipo de intempéries?.

O material já chegou inclusive identificando, diferenciando os itens de uso feminino e masculino. ?Isso é para que a Defesa Civil e a Secretaria de Assistência Social do município possam entregar essas roupas, principalmente, com mais facilidade, porque seria complicado trazer tudo misturado. Por isso tratamos de fazer essa seleção para que seja entregue rapidamente à população?, explica Angela.

De acordo com o relatório mais recente da Defesa Civil, os prejuízos em Ponte Serrada são de pelo menos R$ 9 milhões. Em edificações públicas os danos chegam a R$ 885 mil. No setor privado, incluindo residências e empresas, são estimados R$ 8,1 milhões. Oficialmente foram 23 feridos, 47 desabrigados e 1.080 desalojados. Ao todo, mais de sete mil pessoas foram afetadas.








COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.