Protesto de caminhoneiros forma filas na BR-282

Manifestação em São Miguel do Oeste acontece por causa do alto custo de trabalho no país

Por Redação Oeste Mais

18/02/2015 16h31 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Dezenas de caminhões estão parados às margens da BR-282 e SC-163, no trevo de acesso a São Miguel do Oeste. O protesto surgiu no início da tarde e deve seguir até o começo da noite desta quarta-feira, dia 18, na região Extremo Oeste. A Polícia Militar colocou cones para sinalizar a rodovia e a Polícia Rodoviária Federal também está no local. Um grupo de motoristas organiza a manifestação. Carros de passeio não estão sendo parados. Caminhões carregados com produtos perecíveis também estão sendo liberados.

Em entrevista à Rádio Peperi, o caminhoneiro de São Miguel do Oeste, Júnior Bonora, explicou que o motivo da manifestação é o alto custo que o caminhoneiro tem para trabalhar no país. Segundo ele, o frete é muito baixo e o diesel representa, atualmente, 70% do valor do transporte. Além disso, o motorista reclamou das condições das estradas. ?A falência do transporte é total. A gente não aguenta mais?, afirmou. Conforme ele, o movimento não está ligado ao sindicato dos transportadores e é uma ação única dos caminhoneiros por todo o país. Os trevos devem ser bloqueados também em Maravilha e Palmitos.

Júnior Bonora revelou que o trevo será totalmente fechado às 12 horas desta quinta-feira, dia 19, em São Miguel do Oeste. Caminhões e carros pequenos serão barrados no período. Segundo ele, os motoristas serão liberados nas próximas horas, mas ninguém passará a partir da tarde de quinta-feira. Bonora explicou que o protesto é pacífico e não haverá violência.






Rede Peperi / Ederson Abi


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.