Mais de 4 milhões de preservativos devem ser distribuídos durante o carnaval em SC

Faixa etária de 15 a 24 anos é a que registra o maior aumento no número de casos de Aids

Por Oeste Mais

13/02/2015 08h54 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Para reforçar a importância do sexo seguro, chamando a atenção dos catarinenses para a prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), a Secretaria de Estado da Saúde está distribuindo mais de 4 milhões de preservativos masculinos na rede pública de saúde durante o carnaval. Os preservativos estão sendo encaminhados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (Dive) às Gerências Regionais de Saúde, que imediatamente distribuem para todos os municípios.

A maior preocupação é com os jovens. A faixa etária de 15 a 24 anos é a que vem registrando o maior aumento no número de casos de Aids. Santa Catarina registrou 277 casos nessa faixa etária em 2014, e 252 casos em 2013. Desde o início da epidemia no estado, em 1984, até o ano passado, 3.410 jovens se infectaram com o HIV.

Os registros das DST em Santa Catarina confirmam a importância do alerta. De 1984 a 2014 foram notificados 36.216 casos de Aids, sendo 1.669 apenas no ano passado. Dos 20 municípios com maiores taxas de detecção da doença, oito são catarinenses (Balneário Camboriú, Biguaçu, Camboriú, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Rio do Sul e São José). Em 2014 o estado também registrou 1.345 casos de hepatite B e 863 de hepatite C. Em relação à sífilis, foram notificados 615 casos da doença em gestantes e 282 casos de sífilis congênita (que passa da mãe para o bebê durante a gestação).



COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.