Produtores rurais são qualificados pelo Senar/SC com treinamentos gratuitos

Mais de quatro mil produtores serão beneficiados

Por Oeste Mais

04/01/2015 08h06 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Para contribuir com a qualificação dos produtores rurais e suas famílias, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), disponibiliza no mês de janeiro 261 treinamentos gratuitos em todo o território catarinense, o que beneficiará 4.200 produtores rurais.


O Senar organiza, administra e executa o ensino de formação profissional rural e a promoção social do produtor e trabalhador rural e sua família, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e para o desenvolvimento sustentável do País. “O Senar estimula a aprendizagem de maneira harmônica, mudando a visão do homem sobre si mesmo e sobre o mundo em que ele vive”, realça o superintendente do Senar/SC Gilmar Antônio Zanluchi.


Entre os treinamentos oferecidos, no Norte do Estado estão o de gestão da propriedade rural em Matos Costa, de irrigação em Guaramirim, de reflorestamento em Canoinhas e de queijos e industrialização de soro em Porto União.


No Vale do Itajaí, entre os cursos que serão realizados estão os de iniciação à informática em Braço do Trombudo, de fruticultura básica em Agrolândia, de planejamento e implantação de negócios em Atalanta, de meliponicultura em Massaranduba e conservas de frutas em Witmarsum.


Na região Sul ocorrem os treinamentos de confeitaria em Araranguá, de manejo de gado leiteiro em Grão Pará, de reformas e pequenas costuras em Biguaçu, de olericultura orgânica em Palhoça e de boas práticas de manipulação de alimentos para agroindústrias em Florianópolis.


Entre os treinamentos previstos na Serra Catarinense estão os de artesanato com pintura em Alfredo Wagner, de floricultura em Cerro Negro, de produção caseira de pães e biscoitos em Bom Jardim da Serra, de segurança e saúde no trabalho com agrotóxicos em São Joaquim e primeiros socorros em Ponte Alta do Norte.


Na região do Meio-Oeste, entre os cursos estão os de artesanato em tear com lã de ovelha em Água Doce, de produção caseira de pães e biscoitos em Treze Tílias, de formas associativas no meio rural em Videira, de cultivo de plantas medicinais em Iomerê e de programa 5 S em Ibicaré.


No Oeste, entre os treinamentos estão os de confeitaria em Abelardo Luz, de artesanato de bordado em Bom Jesus, de artesanato de crochê e tricô em Ipuaçu, de conservas de hortaliças e temperos em Planalto Alegre, de cestaria e objetos decorativos com fibra de bananeira em Concórdia e de produção caseira de pães e biscoitos em Faxinal dos Guedes.


Entre os cursos que serão desenvolvidos no Extremo-Oeste, estão os de floricultura em Campo Erê, de embutidos e defumados de carne de frango em Itapiranga, de artesanato com pintura em Maravilha, de conservas de hortaliças e temperos em São José do Cedro e de artesanato em tear com lã de ovelha em São Miguel da Boa Vista.


Os demais treinamentos podem ser encontrados no site do Senar/SC que informa as especificidades, carga horária, local e data de realização. Para participar, o produtor deve procurar o Sindicato Rural do município.

Assessoria


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.