Projeto vai distribuir mais de 15 mil mudas para recuperação de áreas em Passos Maia

Famílias agricultoras receberão doações de mudas por meio do Projeto Araucária

Por Oeste Mais

22/01/2014 12h39 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



O Projeto Araucária, patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Ambiental e apoio do governo federal, realizará na próxima semana a entrega de mais de 15 mil mudas de árvores nativas da região de Passos Maia. A iniciativa é da Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi).


As mudas serão entregues para 21 famílias inscritas no projeto, que com apoio dos técnicos da Apremavi realizaram mapeamento e planejamento ambiental da propriedade rural, receberam arame para instalação das cercas e neste momento receberão as mudas para efetivar a recuperação das áreas planejadas.


Serão beneficiados os assentamentos Taborda, 13 de Junho, Zumbi dos Palmares, 20 de Novembro e 29 de Junho, localizados em uma das regiões onde as propriedades rurais são carentes de florestas nativas.


Com o plantio dessas mudas, serão recuperadas principalmente áreas de preservação permanente localizadas no entorno de nascentes e fontes d’água utilizadas para consumo humano, rios e riachos.


O plantio de espécies nativas da Mata Atlântica, como araucária, ipê, pinheiro-bravo, araçá, pitanga, uvaia e guabiroba propiciará a disponibilidade de frutas para consumo da família e da fauna local. Além disso, contribuirá para o embelezamento da paisagem rural e auxiliará na formação de corredores ecológicos com outras áreas já conservadas, como o Parque Nacional das Araucárias.


Em Passos Maia a realização do projeto conta com o apoio da Cooperativa de Trabalho e Extensão Rural Terra Vida (Cooptrasc) e administração municipal.


Projeto Araucária


O Projeto Araucária tem como objetivo conservar e recuperar remanescentes de espécies chaves da Mata Atlântica, através da implantação de sistemas agroflorestais, recuperação de áreas degradadas e enriquecimento de florestas secundárias, possibilitando o uso dos recursos naturais de forma sustentável.


O projeto pretende envolver 250 propriedades rurais localizadas nas regiões Oeste e Alto Vale do Itajaí em Santa Catarina. Na região Oeste serão envolvidos os municípios de Passos Maia, Abelardo Luz, Ponte Serrada, São Domingos, Galvão, Guatambu e Chapecó. A meta é o plantio de 300 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica, durante o período de agosto de 2013 a agosto de 2015.


Através do projeto já foi realizado em Passos Maia o planejamento de 40 propriedades, totalizando mais de 30 hectares de área a serem recuperados. Além disso, foram realizados mutirões de plantio em três centros comunitários do município, onde participaram pessoas de diversas idades, incluindo jovens, crianças e idosos.


Para a técnica da Cooptrasc, Catia Oliveira Bortolomiol, atividades como os mutirões realizados “proporcionam o resgate dos valores e despertam a consciência coletiva, ajudam o agricultor a ter uma visão global, fazendo com que perceba a necessidade do ecossistema equilibrado. Os mutirões ajudam a motivar a participação no projeto, pois é algo prático. Outro ponto positivo é a participação das crianças. Vai fazer a diferença no futuro”.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.