Ponte Serrada está na lista das cidades sem registro de homicídio em 2013

Diferente de 2012, município não teve assassinato ao longo de todo o ano

Por Oeste Mais

24/12/2013 08h28 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



O município de Ponte Serrada está entre as cidades com diferença significativa no número de homicídios registrados entre 2012 e 2013. Neste ano nenhum assassinato ocorreu na cidade, bem diferente de 2012, quando cinco homicídios foram registrados.


A redução segue a linha em todo o Estado. Segundo informações publicadas pelo G1/SC, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública, até a última sexta-feira, dia 20, tinham sido registrados em Santa Catarina 675 assassinatos contra 714 em 2012, uma queda de 5,46%.


No início deste mês, a Pesquisa Nacional de Vitimização, divulgada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), mostrou que Santa Catarina é o estado brasileiro com menor número de pessoas vítimas de violência. A taxa de homicídios por grupo de 100 mil habitantes ficou em 10,8 mortes. O número de latrocínios (roubo seguido de morte) em 2013 também reduziu, com 53 casos neste ano e 59 em 2012.


Além de Ponte Serrada, no comparativo entre 2012 e 2013, Camboriú, Criciúma, Jaraguá, Içara, Lages, Florianópolis, Palhoça, Campos Novos e Tijucas estão entre as cidades que registraram as maiores diferenças de redução de assassinatos durante o período.


Conforme a Secretária de Segurança, os crimes acontecem com maior intensidade no período entre 20 horas e meia-noite. Das vítimas, 85,4% são homens e 14,6% mulheres. Dos 675 homicídios dolosos, 191 ocorreram no Vale do Itajaí, 147 no Norte, 113 na Grande Florianópolis, 88 no Sul, 99 no Oeste e 37 no Planalto.


Houve registro de assassinatos em 141 dos 295 municípios de Santa Catarina. Em outras 154 cidades não houve registro de homicídio doloso e em 64 ocorreu apenas um assassinato.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.