Últimos amistosos de 2019 serão jogados por atletas brasileiros de times do exterior, conforme convocação de Tite

Treinador deixa Neymar, lesionado, fora e dá chance para Emerson, Douglas Luiz e Rodrygo em lista para jogos contra Argentina e Coreia do Sul, em 15 e 19 de novembro

Por Oeste Mais

25/10/2019 13:46 - Atualizado em 25/10/2019 13:46



Tite divulgou a lista nesta sexta-feira, dia 25 (Foto: Pedro Martins / MowaPress)

Tite optou por não chamar jogadores que atuam no Brasil para os últimos amistosos da Seleção em 2019. O técnico divulgou nesta sexta-feira, dia 25, a lista com os 23 atletas convocados para os confrontos contra Argentina e Coreia do Sul, nos dias 15 e 19 de novembro, na Arábia Saudita e nos Emirados Árabes, respectivamente, também sem Neymar. O atacante do Paris Saint-Germain sofreu uma lesão na coxa esquerda e tem volta prevista somente para a semana dessas partidas.

 

Entre as novidades da convocação estão o lateral-direito Emerson, ex-Atlético-MG e atualmente no Betis, o volante Douglas Luiz, ex-Vasco e que vem tendo boas atuações no Aston Villa, e o atacante Rodrygo, que começou a conquistar espaço no Real Madrid, além do jovem goleiro Daniel Fuzato, revelado pelo Palmeiras e negociado com Roma em 2018.

 

O zagueiro Felipe, ex-Corinthians, agora no Atlético de Madrid, voltou a ser convocado pelo comandante, assim como o goleiro Alisson, recuperado de lesão, e os atacantes David Neres, do Ajax, e o meia Willian, do Chelsea, ambos campeões da Copa América no meio do ano.

 

A opção de Tite por não levar atletas do Brasil, evita prejudicar equipes em meio ao Brasileirão, que terá a 33ª rodada realizada justamente entre os dois amistosos, no fim de semana dos dias 16 e 17 de novembro. No caso do Flamengo, que teve atletas chamados nas duas últimas Datas Fifa, há, ainda, a decisão da Copa Libertadores, no dia 23, apenas quatro dias depois do jogo contra a Coreia.

Com informações do Globo Esporte


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.