Torcedores da Chapecoense xingam Ganso na saída do gramado da Arena Condá

Autor do gol de empate do Fluminense na partida desta quinta-feira, meia foi bastante hostilizado

Por Oeste Mais

14/06/2019 13:38 - Atualizado em 14/06/2019 13:44



Autor do gol de empate do Fluminense diante da Chapecoense nesta quinta-feira, dia 13, na Arena Condá, o meia Paulo Henrique Ganso foi hostilizado pela torcida da casa logo após o final da partida, que terminou em 1 a 1. Na saída do gramado, um grupo de torcedores da Chape começou a xingar Ganso com palavras de baixo calão (assista ao vídeo mais abaixo).

 

Enquanto o repórter fazia a pergunta, a torcida da Chape gritava para o atleta: 'Filho da p***! Filho da p***! Filho da p***!' Ganso comentou com o jornalista sobre a postura do torcedor: "Eu acho que o torcedor da Chapecoense deveria ser muito grato por tudo o que passou, as coisas que aconteceram. Eles não deveriam fazer isso não. Deveriam agradecer, porque todo mundo se pronunciou, todo mundo quis apoiar a Chapecoense no momento difícil do clube. E eles fazem isso ai, agora eu ainda tomo cuspida. Mas, fazer o quê? Torcedor é assim".

 

O repórter tentou fazer outra pergunta, mas o clima ficou ainda pior, com os torcedores bradando novos gritos contra o camisa 10 do Fluminense: 'Ei, Ganso, vai tomar no **! Ei, Ganso, vai tomar no **!' Enquanto isso, Ganso gesticulava com a mão, pedindo para a torcida gritar mais alto.

 

Depois, enquanto era questionado ao vivo na TV, o meio-campista perguntou para o torcedor: "Você vai brigar comigo?" Se dirigindo ao jornalista, concluiu: "Olha lá, tá me chamando pra briga... É brincadeira esse torcedor da Chapecoense. Infelizmente nosso Brasil é assim. Depois quando o pessoal fala deles aqui eles ficam chateados. Acho que deviam ter mais respeito com todo mundo", finalizou.

Com informações da ESPN


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.