Desejo da CBF é que Tite siga no comando da Seleção Brasileira

Decisão sobre manutenção do trabalho deve ser oficializada a partir da próxima semana

07/07/2018 10:56



Tite é opção número um para sequência no comando da seleção (Foto: John Sibley/Reuters)

Tite continua sendo o técnico da Seleção Brasileira, apesar da derrota para a Bélgica nas quartas de final da Copa do Mundo. Ao desembarcar em Moscou vindos de Kazan já na madrugada de sábado (no horário local), a delegação da CBF confirmou que o treinador não perde o seu cargo e que não há nem mesmo a necessidade de uma negociação.

 

O presidente da CBF, coronel Antônio Nunes, não escondia sua insatisfação com o resultado e, apressado, se recusou a falar com os jornalistas. Ao ser questionado se Tite continuaria no cargo, apenas murmurou: "Isso é pergunta que se faça?". Sua recusa foi justificada por um assistente: "Ele está muito triste".

 

A cúpula da CBF, porém, insistia em declarar categoricamente ao entrar pelo hotel de Moscou que Tite continuaria. "O técnico da Seleção Brasileira é Tite e nos próximos dias a CBF emitirá um comunicado sobre isso", apontou a fonte.

 

Rogério Caboclo, presidente eleito da CBF e que assume o cargo em 2019, permaneceu com a comissão técnica em Kazan e não viajou com o restante do grupo para Moscou.

 

Outra fonte do alto escalão da CBF também confirmou que o plano da entidade é de manter o treinador. Mas indicou que a decisão final terá de vir do próprio Tite. "Ele só não fica se não quiser", afirmou.

Do Estadão Conteúdo


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.