Chape deixa zona de rebaixamento com gol inusitado no último minuto de jogo

Com muita dificuldade técnica, equipe criou pouco mas marcou nos acréscimos

Por Oeste Mais

07/10/2018 09:45



O duelo entre Chapecoense e Atlético-MG foi longe de ser um primor taticamente e tecnicamente. Por conta disso, as duas equipes pouco produziram no jogo. O Galo criou mais chances, mas foi a Chape quem saiu vencedora, com um gol de Doffo, já aos 48 minutos do segundo tempo, após chute que desviou em Leonardo Silva e encobriu o goleiro Victor.

 

O primeiro tempo na Arena Condá foi de poucas chances para as duas equipes. O Atlético-MG teve mais domínio e finalizou mais vez, mas Jandrei precisou fazer apenas uma defesa. Em contrapartida, a Chape finalizou pela primeira vez apenas aos 40 minutos, em chute perigoso de Doffo. Muito pouco para as duas equipes.

 

Se a primeira etapa foi morna, a segunda etapa foi um pouco mais quente, mas ainda assim com os times pecando muito na parte técnica. A Chapecoense consegui levar perigo em algumas oportunidades, mas aos poucos o Atlético-MG foi crescendo fisicamente e por pouco não fez seu gol. No entanto, aos 48 minutos, Doffo decretou a vitória da Chape em chute desviado, que encobriu Leonardo Silva.

Destaque da Chape

 

O argentino Doffo, em seu oitavo jogo no Brasileirão, marcou seu terceiro gol pela Chape, sendo o segundo jogo seguido. O argentino vem sendo figura importante para o time catarinense nesta reta final de Campeonato Brasileiro.

 

A vitória foi muito importante para Chape, que deixou o Z-4 e chegou aos 31 pontos, na 14ª posição.

Do Globo Esporte


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.