Ponteserradense conquista pela segunda vez principal título individual no bolão 23

Vanderlei Romanini foi “Braço de Ouro” no Campeonato Brasileiro de Bolão 23, disputado por 14 equipes

Por Redação Oeste Mais

17/05/2022 15h41



Vandi comemora título individual e por equipe (Foto: Arquivo Pessoal)

O ponteserradense Vanderlei Romanini (Vandi) conquistou pela segunda vez na carreira o principal título individual de um jogador de bolão 23. Vandi foi “Braço de Ouro” no Campeonato Brasileiro de Bolão 23, disputado ao longo de quatro dias no Clube 7, em Xanxerê, no Oeste catarinense.

 

Além do troféu individual, o atleta de 49 anos ajudou a levar o Clube 7 de Setembro ao título de campeão. A competição foi disputada de quinta-feira a domingo, dia 15, por 14 equipes dos três estados do Sul do Brasil ― Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.

 

Veja um pouco da performance do atleta:

Vandi já tinha levado o Braço de Ouro em 2019, durante a disputa da Taça Brasil de Clubes, em Medianeira (PR). O bicampeonato do último final de semana foi conquistado após ele atingir 710 pontos, com média de 177,5. Foram 179 pontos só na final, perdendo apenas um pino. Em toda a competição foram só 10 pinos perdidos. O segundo colocado perdeu 12 e o terceiro perdeu 13.

 

“Tem que ter esforço e concentração total. Só para ter ideia, no domingo de manhã, às 8 horas da manhã eu estava em Xanxerê já jogando a primeira bola, na grande decisão. Tem um certo empenho, vontade de estar às 8 horas da manhã jogando bolão”, comenta.

 

O ponteserradense joga há cerca de 20 anos e acumula vários troféus coletivos, defendendo equipes de diversos municípios. “O importante disso tudo é que esse título [Braço de Ouro] a gente ganhou com uma equipe de Xanxerê, mas fica para Ponte Serrada. Todo mundo fala ‘o Braço de Ouro mora em Ponte Serrada e é de Ponte Serrada’. Isso é muito gratificante”, completa.

Vandi joga bolão 23 já tem cerca de 20 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.