Mozart é demitido da Chapecoense a três dias da estreia da equipe no Brasileirão

Auxiliar técnico e preparador físico também não integram mais o quadro de colaboradores do clube

Por Redação Oeste Mais

27/05/2021 18h32 - Atualizado em 27/05/2021 18h37



Mozart não é mais técnico da Chapecoense (Foto: Márcio Cunha/Chapecoense)

A Associação Chapecoense de Futebol comunicou na tarde desta quinta-feira, dia 27, a saída do técnico Mozart do comando da equipe. De acordo com o clube, a decisão foi tomada em comum acordo com o treinador, após reunião realizada entre a diretoria e o profissional.

 

A saída de Mozart acontece a três dias da estreia da equipe na Série A do Campeonato Brasileiro. A Chape vai encarar o Red Bull Bragantino na primeira rodada da competição. O jogo está marcado para as 18h15 do próximo domingo, dia 30, na Arena Condá.

 

O auxiliar técnico Denis Iwamura e o preparador físico Jackson Maciel Schwenber também não integram mais o quadro de colaboradores da instituição.

 

De acordo com notícia publicada pelo Globo Esporte, a multa rescisória do treinador e da comissão é de dois salários (aproximadamente R$ 390 mil no total), que serão pagos de maneira parcelada aos profissionais.

 

Como comandante do time, Mozart acumulou oito jogos, com três vitórias, três empates e duas derrotas. “O clube agradece aos profissionais pelos serviços prestados neste período e deseja sucesso nos próximos compromissos”, disse a Chapecoense em uma nota oficial.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.