Estado catarinense bate recorde e conquista 86 medalhas nos Jogos Escolares da Juventude

Santa Catarina conquistou 21 medalhas de ouro, 35 de prata e 30 de bronze

Por Oeste Mais

01/12/2019 08h04 - Atualizado em 17/04/2020 14h39


SC conquistou 86 medalhas (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

A etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), realizada em Blumenau, trouxe bons resultados para Santa Catarina. Os catarinenses fecharam a competição com um total de 86 medalhas sendo 21 de ouro, 35 de prata e 30 de bronze. Esse foi o melhor resultado já conquistado pelo time catarinense.

 

Em 2018, foram 72 medalhas. Na edição deste ano, só nesta sexta-feira, dia 29, último dia de competição, foram 19 medalhas, sendo cinco de ouro com as disputas finas da natação, tênis de mesa e xadrez.

 

Os JEJ começaram dia 16 de novembro com a participação de cinco mil estudantes de todos os estados brasileiros divididos nas faixas etárias de 12 a 14 anos e de 15 a 17 anos. A delegação catarinense era composta por 297 atletas, 37 professores e sete dirigentes. O grupo participou nas modalidades de atletismo, badminton, basquete, ciclismo, judô, luta olímpica, futsal, handebol, ginástica rítmica, voleibol, vôlei de praia, natação, tênis de mesa e xadrez.

 

Para o presidente da Fesporte (Fundação Catarinense de Esporte), Rui Godinho, o resultado da participação catarinense na competição foi altamente positiva. “Conseguimos superar o total de medalhas em relação ao ano passado. O COB (Comitê Olímpico Brasileiro) não divulga o campeão geral, nem o número de medalhas de cada estado, mas sabemos que superamos gigantes como Minas Gerais e Rio de Janeiro e nosso estado está entre os melhores do Brasil no esporte escolar. Isso mostra que nosso estudante está em evolução técnica constante e o apoio que o governo estadual está dando neste segmento é importante para este crescimento”, destaca Rui Godinho.

Atleta Bryan Nikson Alves bateu recorde dos 1.000 metros (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Atletismo deu maior número de medalhas

 

O atletismo obteve o maior número de medalhas, 33 no total, sendo 10 de ouro, 15 de prata e sete de bronze. A natação aparece na segunda posição, com 31 medalhas conquistadas, sendo duas de ouro, 17 de prata e 12 de bronze.

 

Entre os destaques individuas figuraram o judoca Daniel Bolezina Silva, categoria pesado, da Escola Municipal Elza Pacheco, de Blumenau, que foi ouro na faixa etária 17 a 17 anos ao vencer todas as suas cinco lutas por ippon. E também Bryan Nikson Alves, do atletismo da Escola Básica Arnaldo Brandão, de Itajaí. Ele bateu o recorde dos 1.000 metros, que já durava Também no rol dos destaques está o recorde na natação na prova do revezamento 4 x 50 medley, 12 a 14 anos, com um time formado por  Ronaldo Klug Júnior (Positivo/Joinville), Kauan Eduardo Matias da Silva (Escola Flodoardo Cabral/Lages),Vinícius Cruz/Bom Jesus Pedra Branca/Palhoça) e Lucas Davesac Machado (Colégio Adventista/Itajaí). O tempo da prova foi de 1min52s.380.nove anos, com o tempo de 2min38 segundos.

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.