Chapecoense pode até perder por um gol para ser campeã Catarinense

Equipe abriu boa vantagem ao derrotar o Avaí fora de casa no primeiro jogo da final

Por Jhonatan Coppini

01/05/2017 10h51 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



A Chapecoense está a um passo de conquistar mais um título do Campeonato Catarinense. A sexta taça da história do clube — a segunda de forma consecutiva, já que venceu no ano passado — poderá vir no próximo domingo, dia 7, dentro da Arena Condá, inclusive com derrota por até um gol de diferença.

 

A vantagem foi aberta na tarde deste domingo, dia 30, diante do Avaí na Ressacada. No primeiro dos dois confrontos da final do Catarinense, o Verdão do Oeste venceu a equipe do litoral por 1 a 0. Agora a Chape terá o segundo jogo em seus domínios para confirmar a vantagem e levantar novamente o troféu de campeã estadual. O jogo está marcado para as 16 horas em Chapecó.

 

O jogo

 

Depois do fracasso pela Libertadores no Uruguai, o técnico Vagner Mancini apostou em mudanças táticas no Verdão, colocando Moisés Ribeiro para jogar em linha com Andrei Girotto. A alteração deu liberdade a Luiz Antônio, proporcionando à Chape considerável ganho ofensivo.

Jogadores da Chape se abraçaram após o gol de Luiz Antonio (Foto: Diego Madruga)

Aos 17 minutos, Capa, lateral do Leão da Ilha, deixou o cotovelo no rosto de Moisés e foi expulso. Com a vantagem numérica, a Chape manteve a posse de bola e, aos 35, abriu o placar com Luiz Antônio, que chutou no canto esquerdo sem chances para Kozlinski. Logo na sequência, a Chapecoense teve Andrei Girotto expulso, após falta em Leandro Silva. Com dez para cada lado, o primeiro tempo terminou com o Verdão à frente no marcador.

 

Com a vitória parcial, coube à equipe de Mancini voltar para a etapa complementar com inteligência para cadenciar a partida e garantir o resultado. O Avaí voltou para o segundo tempo com mais intensidade, mas sem a sua peça principal — o meia Marquinhos foi substituído no momento da expulsão de Capa — não conseguiu criar e nem levar perigo ao gol de Artur Moraes. A Chape precisou apenas reforçar a marcação e administrar a vitória, que dá à equipe alviverde uma vantagem ainda maior para o jogo de volta na Arena Condá.

 

“Nada definido”

 

O técnico Vagner Mancini exaltou a importância da vitória fora de casa, mas fez questão de lembrar que ainda há 90 minutos para o objetivo do título. “Vitória da raça, da garra. Durante algum tempo do jogo tivemos um jogador a mais e soubemos usar isso. A Chape se comportou muito bem. Não está nada definido, mas é uma boa vantagem”, avaliou.

 

De Florianópolis, a delegação alviverde seguiu para Belo Horizonte, onde enfrentará na próxima quarta-feira, dia 3, a equipe do Cruzeiro. A partida é válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.