Aumenta número de pontos próprios para banho em Santa Catarina

Para quem pensa em ir à praia, vale a pena conferir os locais considerados adequados

Por Redação Oeste Mais

16/01/2017 08h19 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Praia em Santo Antônio de Lisboa é um dos pontos próprios para banho, aponta relatório da Fatma (Foto: James Tavares/Secom)

O sexto relatório das condições das praias catarinenses traz uma boa notícia. O número de pontos próprios para banho aumentou para 148, o que representa 69,2% do total de 214 locais avaliados. Na capital, dos 75 pontos monitorados, 60 (66,7%) estão aptos para os banhistas. No interior do estado, 98 (72,1%) estão próprios para banho. As coletas e análises foram feitas entre os dias 9 e 12 de janeiro.

 

No relatório anterior, divulgado na semana passada, 143 pontos analisados estavam próprios para banho. No documento atual, cinco pontos passaram a ser impróprios e outros dez estão liberados para os banhistas. “Em relação ao mesmo período do ano passado, os números estão bem melhores. Acreditamos que é resultado da intensificação das fiscalizações, principalmente pelos municípios. Em longo prazo, poderemos avaliar melhor esses números”, explica o técnico de laboratório da Fatma, Marlon Daniel da Silva.

 

O técnico salienta que os banhistas devem evitar entrar na água próximo a saídas pluviais e de rios. As tradicionais placas que apontam as condições das praias têm sido constantemente alvo de vandalismo. Para que o banhista possa conferir a qualidade das praias de forma rápida e segura, a Fatma disponibiliza os relatórios no site www.fatma.sc.gov.br ou no aplicativo Praias SC, disponível para Android.

 

Como o relatório é feito

 

Para dizer se um ponto é próprio ou impróprio para banho, a Fatma analisa a presença da bactéria Escherichia Coli, presente em fezes de animais e humanos. São necessárias cinco coletas consecutivas para se obter o resultado. Para esta temporada as amostras começaram a ser coletadas em  31 de outubro. Quando em 80% das análises a quantidade da bactéria é inferior a 800 por 100 mililitros, o ponto é  considerado próprio.

 

Os pontos analisados são nos municípios de Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Da Barra do Sul, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Piçarras, Porto Belo, São Francisco do Sul e São José.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.