Após passar em testes, vargeonense é chamada para jogar pela Chapecoense

Adolescente aguarda liberação médica para voltar às atividades esportivas

Por Kiane Berté

31/05/2016 23h56 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Adolescente passou em quatro testes até ser chamada pelo clube (Fotos: Divulgação)

Natural de Vargeão, Alini Conte, de 13 anos, deixou a família para realizar um sonho de infância. A jovem atleta mora atualmente em Chapecó, mas passa por um problema de saúde que impossibilita a prática do esporte predileto.

 

Alini começou a se interessar por futebol com nove anos de idade, e desde então decidiu que este seria seu futuro profissional. Além de gostar do esporte, a jovem bastante habilidosa mostra que está no caminho certo.

 

Desde o início do ano, Alini participou de quatro testes e passou em todos. As provas foram realizadas nos municípios de Ponte Serrada, Irani, Chapecó e Santa Rosa, no Rio Grande do Sul.

 

Após passar em todos os testes, ela foi chamada para jogar no time feminino da Chapecoense. Além disso, começou a jogar futsal na categoria sub 15 no time Female, também de Chapecó, onde treinava todos os dias.

 

Problema de saúde

 

Durante a realização de exames médicos de rotina, Alini descobriu, através de um eletrocardiograma, que sofre de arritmia cardíaca. Ela precisou interromper os treinos.

 

“Quando descobri meu problema no coração, chorei muito, porque o que mais gosto de fazer é jogar bola. Quando alguém me fala que vai ter algum jogo, eu choro por não poder jogar”, comenta.

 

Alini precisará passar por uma cirurgia de cateterismo cardíaco para conseguir voltar a praticar o esporte que é apaixonada.  “O que mais me motiva a continuar são meus pais, porque eles me ajudam muito. E fico triste por não poder jogar agora, mas ao mesmo tempo feliz porque logo vou melhorar e poder voltar aos treinos”, finaliza a atleta.








COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.