Número de redações nota mil volta a crescer, derrubando o número de notas zero

Foram 4,1 milhões de redações corrigidas, e somente 55 receberam 1.000 pontos. Outros 112.559 candidatos tiveram a dissertação zerada

Por Oeste Mais

18/01/2019 11:24 - Atualizado em 18/01/2019 11:24



Apenas 55 alunos tiraram nota mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018, de acordo com anúncio feito nesta sexta-feira, dia 18, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep).

 

No total, o Inep diz que corrigiu 4.122.423 provas de redação na aplicação regular do Enem, que aconteceu nos dias 4 e 11 de novembro.

 

O número representa um aumento em relação a 2017, que teve 53 notas máximas. Neste ano, os candidatos escreveram sobre 'Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet'.

 

Entre as provas objetivas, a nota média aumentou em linguagens, matemática e ciências humanas para o maior nível das últimas três edições, mas caiu em ciências da natureza.

 

Queda no número de notas zero

 

Além do leve aumento no número de notas mil, o Enem 2018 teve uma grande queda no número de participantes tiveram a redação zerada.

 

Segundo o Inep, "os principais motivos para nota zero no Enem 2018 foram: redações em branco (1,12%), fuga ao tema (0,77%) e cópia do texto motivador (0,36%)". Em 2017, 5% dos participantes, o maior percentual, zerou a prova por fuga ao tema.

 

Já a nota média na redação passou de 558 para 522,8, considerando apenas as notas dos candidatos que não zeraram a prova.

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.