Governo investe R$ 1,4 milhão em tecnologia e inovação em escolas estaduais

Unidades receberam computadores, lousa digital, projetor, aparelho de som e equipamentos para rede de internet

Por Oeste Mais

09/05/2019 08:29



A entrega de laboratórios de tecnologia foi feita nesta quarta-feira, dia 8, a oito escolas estaduais em Santa Catarina. O ato foi oficializado na EEB Padre Miguel Giacca, em Criciúma, pelo secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni.

 

O objetivo do governo do estado é tornar as aulas mais atrativas, com estudantes engajados e professores motivados pela tecnologia e inovação.

Investimento foi oficializado na EEB Padre Miguel Giacca, em Criciúma (Foto: Dafnée Canello/SED)

Nesse primeiro momento, as unidades que receberam a estrutura dos laboratórios foram EEB Normélio Cunha, Regional Araranguá; EEB Manoel Pereira de Medeiros, Regional São Joaquim; EEB Valério Gomes, Regional Blumenau; EEB São Sebastião, Regional São Miguel do Oeste; EEB Prefeito Agenor Piovezan, Regional Joaçaba; EEB Eng. Sebastião; e EEB Cel. Marcos Rivaris, da Regional Criciúma.

 

O aporte para as oito escolas foi de R$ 1,4 milhão para a compra e instalação de computadores, lousa digital, projetor, aparelho de som e equipamentos para ampliar a rede de internet. A EEB Padre Miguel Giacca recebeu 51 novos computadores e um equipamento de cada. A quantidade de aparelhos varia conforme o número de alunos e necessidade de cada unidade.

 

"É uma ação no âmbito da inovação na educação em Santa Catarina. Este é o espaço que deverá ser trabalhado de forma multidisciplinar, onde todos os professores deverão utilizar de forma que aproxime o mundo da escola com o mundo dos estudantes”, disse o secretário.

 

Formações

 

Os profissionais dos Núcleos de Tecnologias Educacionais Regionais farão formações com os professores nas próximas semanas para treinamento de ferramentas educacionais, manuseio das lousas digitais, esclarecimento de dúvidas e oferecimento de suporte.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.