Escolas de Ponte Serrada, Passos Maia e Vargeão elegem novas diretoras

Eleições foram realizadas ao longo desta quarta-feira em instituições estaduais de ensino

Por Oeste Mais

23/10/2019 22:33 - Atualizado em 24/10/2019 00:03



Sandra Aparecida Schuller, Graciela Zanchet Bocalon e Dalva Michelon Sbruzzi (Foto: Arquivo Pessoal/Arte Oeste Mais)

As Escolas Dom Vital (Ponte Serrada), Professora Coralia Gevaerd Olinnger (Passos Maia) e Kyrana Lacerda (Vargeão) realizaram nesta quarta-feira, dia 23, a eleição para a escolha dos novos diretores, gestão 2020-2023.

 

Resultados

 

- Escola Dom Vital (Ponte Serrada): Sandra Aparecida Schuller (602 votos). Em segundo lugar ficou Sandra Mara Vieira de Jesus Gabiatti, com 228 votos.

 

- Escola Professora Coralia Gevaerd Olinnger (Passos Maia): Graciela Zanchet Bocalon (328 votos). Em segundo lugar ficou Eleandro Sebastião Maier, que recebeu 277 votos.

 

- Escola Kyrana Lacerda (Vargeão): Dalva Michelon Sbruzzi (350 votos). A segunda colocada foi Mari Tessaro Barbosa, com 114 votos.

 

As metas e ações das novas diretoras podem ser conferidas em reportagem do Oeste Mais sobre as propostas dos candidatos.

Votação na Escola Dom Vital (Foto: Lilian Mattei Maier/Divulgação)

12 horas de votação

 

A votação ocorreu das 8 horas da manhã às 20 horas. Votaram alunos das séries finais do ensino fundamental e do ensino médio, além de responsáveis legais pelos estudantes e servidores em atividade em cada escola. Cada novo diretor vai iniciar o trabalho no próximo dia 2 de janeiro de 2020, seguindo no cargo até o dia 31 de dezembro de 2023.

 

Escola Belermino

 

Outra instituição estadual de ensino em Ponte Serrada, a Escola Belermino Victor Dalla Vecchia vai eleger o novo diretor para os próximos quatro anos nesta sexta-feira, dia 25, também com votação das 8 às 20 horas. Concorrem ao cargo os candidatos Flavio Alexandre Faggion e Alessandro Mello.

 

Plano de Gestão Escolar

 

Cada chapa concorrente precisou elaborar e cadastrar um Plano de Gestão Escolar (PGE), apresentando metas, objetivos e ações de compromisso com acesso, permanência, inclusão e percurso formativo com êxito dos estudantes na aprendizagem, além de visão da formação integral do aluno da educação básica e profissional. Ao todo, 1.036 escolas da rede estadual de Santa Catarina estão elegendo novos diretores.

Votação na Escola Professora Coralia Gevaerd Olinnger (Foto: Elis Regina Baú Maier/Divulgação)

VEJA AS METAS DE CADA DIRETORA ELEITA

 

Escola Dom Vital – Sandra Aparecida Schuller

 

■ Garantir a permanência, inclusão e a aprendizagem escolar.

■ Reduzir os índices de evasão escolar com foco no Ensino Médio.

■ Manter e elevar o IDEB dos Anos Iniciais.

■ Elevar o IDEB dos Anos Finais procurando alcançar o índice mais próximo da  meta estadual.

■ Motivar os educandos a participar de avaliações em larga escala a nível nacional: ENEM, SAEB entre outros.

■ Trabalhar os conceitos essenciais propondo atividades diversificadas que atendam as necessidades de cada educando.

■ Reorganizar o Projeto Político Pedagógico dentro das novas legislações e propostas estabelecidas a níveis nacionais e estaduais.

■ Oportunizar aos professores um assessoramento pedagógico que facilite suas ações na gestão de sua sala de aula.

■ Realizar atividades humanizadoras e motivadoras para alunos, professores e funcionários.

■ Promover um ambiente escolar com qualidade, boa higienização e zelo pelo patrimônio público.

■ Promover o protagonismo juvenil.

■ Incentivar a pesquisa com foco na construção do conhecimento científico.

■ Aperfeiçoar o processo de gestão democrática aumentando a participação da comunidade escolar.

■ Informar constantemente aos estudantes e suas famílias sobre desafios enfrentados na sociedade que reflete na comunidade escolar.

■ Valorizar as tradições regionais participando e promovendo eventos culturais.

■ Proporcionar reuniões pedagógicas com a participação efetiva de todos.

■ Disponibilizar materiais de expediente e pedagógicos para aplicação de metodologias diferenciadas.

■ Priorizar o atendimento a toda a comunidade atendendo seus anseios e necessidades de forma respeitosa e igualitária.

■ Desenvolver projetos e atividades voltadas a promoção da oralidade e expressões artísticas do educando.

■ Expedir e agilizar documentos de alunos e demais membros da comunidade escolar que requeiram no ato da solicitação.

■ Acompanhar a distribuição da alimentação escolar primando pela qualidade e atendimento a todos os alunos.

■ Adequar a estrutura física para a efetiva inclusão e organização escolar.

■ Buscar verbas junto a CRE para reforma da estrutura e acessibilidade da Ala dos laboratórios.

■ Priorizar a reforma de dois banheiros masculinos e um feminino.

■ Adquirir um palco para facilitar a visão de todos nas apresentações e festividades.

■ Construir uma quadra de areia fechada por telas (lados e cima), com refletores, podendo ser utilizado no período noturno.

■ Construir ao lado do ginásio uma pista de areia para a prática de atividades físicas variadas.

■ Buscar maneiras de conscientizar todos os funcionários a desempenhar suas funções com excelência.

■ Oportunizar intervenções pedagógicas para evitar a ruptura do ensino aprendizagem na transição do 5º ano para o 6º ano.

■ Resgatar e acolher o aluno para o ambiente escolar primando pela qualidade do ensino e o direito de todos a educação. APOIA, CT e MP.

■ Efetivar a avaliação da aprendizagem como um processo de acompanhamento dos sujeitos.

■ Aplicar os recursos de forma transparente e disponibiliza-los para toda a comunidade escolar.

■ Priorizar a capacitação contínua dos docentes

■ Rever e aprimorar projetos existentes na escola.

■ Proporcionar suporte pedagógico e material para uma efetiva inclusão.

■ Realizar a avaliação institucional.

 

Escola Professora Coralia Gevaerd Olinnger – Graciela Zanchet Bocalon

 

■ Garantir o Acesso, a permanência, a inclusão, a aprendizagem escolar e reduzir os índices de Evasão Escolar.

■ Compreender a Avaliação como Processo Permanente de Aprendizagem, dinâmica e transformadora do contexto social, político, econômico e Cultural. Intensificando as ações pedagógicas com foco no desempenho acadêmico dos estudantes baseados nos dados externos como: Provinha Brasil, ANA, IDEB, ENEM e dados de Santa Catarina Na Palma da Mão no site da SED.

■ Garantir ao aluno que a Avaliação seja Processual, Contínua e Formativa.

■ Conscientizar o Corpo Docente e Discente e demais funcionários da importância da Conservação, Manutenção, embelezamento e ornamentação no entorno da escola.

■ Realizar reuniões pedagógicas periódicas, com tempo destinado a estudos, debates e trocas de experiências de aprendizagem.

■ Elaborar Projetos, firmar parcerias e convênios com o objetivo de trazer Recursos Financeiros para a Unidade Escolar.

■ Ampliar e Conservar o Prédio Escolar.

■ Garantir a matrícula à toda demanda da Comunidade Escolar e expedir documentos de alunos ou quaisquer que requeiram no ato da sua solicitação.

■ Garantir e acompanhar a Merenda Escolar.

■ Ampliar e qualificar o acervo bibliográfico, valorizando a leitura em todos os campos do conhecimento.

■ Garantir o acompanhamento da vida escolar dos estudantes, desde o diagnóstico preliminar, acompanhamento do desempenho e integração da família.

■ Promover uma Gestão democrática e participativa, com tomadas de todos os segmentos que compõem a Unidade Escolar.

■ Garantir a conservação e controle do Patrimônio Público.

■ Realizar promoções para arrecadar recursos aplicando na melhoria da escola, pequenos reparos, conservação, equipamentos mobiliários, entre outros.

■ Utilizar novas mídias e tecnologias educacionais como processo de dinamização dos ambientes de aprendizagem.

■ Participar de cursos de aperfeiçoamentos com parcerias estaduais e municipais.

■ Proporcionar e garantir a continuidade dos Projetos Novo Mais Educação, Mais Alfabetização, Ensino Médio Inovador e Novo Ensino Médio.

■ Proporcionar a inclusão através da utilização de metodologias específicas e de recursos pedagógicos adaptados.

■ Cultivar hábitos e costumes da região.

 

Escola Escola Kyrana Lacerda – Dalva Michelon Sbruzzi

 

■ Incentivar os jovens a desenvolverem competências altamente valorizadas no mundo atual, como resolução de problemas, responsabilidade, comunicação, abertura para o novo e criatividade;

■ Motivar o jovem a aprender a lidar com as próprias motivações e emoções; interagir com os outros; ter objetivos e persistir em alcançá-los; lidar com incertezas, diferenças e novidades; tomar decisões responsáveis;

■ Formar estudantes autônomos, com capacidade de fazer escolhas bem fundamentadas para a realização de seu projeto de vida;

■ Promover a valorização e capacitação dos profissionais da educação, com encontros bimestrais para planejamento interdisciplinar;

■ Cadastrar o acervo da biblioteca num sistema informatizado;

■ Promover o envolvimento dos pais, alunos e entidades de forma significativa nas atividades escolares;

■ Melhorar a aprendizagem dos alunos de forma que os mesmos tenham comprometimento com o processo;

■ Reduzir a taxa de abandono em 5% e repetência dos alunos em 10% nos anos finais do Ensino Fundamental.

■ Promover a inclusão social através de atividades diversificadas que venham a proporcionar um ensino de qualidade;

■ Formar um clube de leitura para fortalecer e ampliar Projetos Pedagógicos com temas relevantes e interdisciplinares que abordem também os Temas Transversais;

■ Sensibilizar os educandos em relação à educação ambiental e sustentabilidade;

■ Utilizar efetivamente os recursos humanos, materiais e financeiros existentes, criando mecanismos de participação que traduzam o compromisso de todos;

■ Criar condições para que os alunos desenvolvam suas capacidades e aprendam os conteúdos básicos programáticos necessários para a vida em sociedade;

■ Elevar o IDEB de 5,0 nosso último indicativo para 5,5 em 2021 e melhorar o desempeno dos alunos no ENEM;Elevar o índice de aprovação em 5% e diminuir o índice de evasão em 15% no Ensino Médio durante o primeiro ano de gestão;

■ Manter um ambiente agradável, com respeito mútuo entre todos os segmentos da UE;

■ Garantir tempo e espaço para encontros, reuniões cursos e seminário;

■ Expedir documentos de alunos, ou quaisquer que requeiram, no ato da solicitação;

■ Aplicar os recursos financeiros com transparência;

■ Garantir ao aluno que a avaliação seja processual, contínua e formativa;

■ Auxiliar o trabalho do professor e aproveitar melhor o tempo disponível;

■ Ampliar e qualificar o acervo bibliográfico;

■ Primar pela qualidade da Merenda Escolar;

■ Tornar o ambiente escolar ainda mais bonito, acolhedor e seguro;

■ Revisão coletiva do Projeto Político Pedagógico desta Unidade Escolar.

■ Promover uma Gestão Democrática, participativa, com tomadas de decisões coletivas estimulando o fortalecimento das entidades democráticas – APP, CDE, Grêmio Estudantil e COM-VIDA e aplicar os recursos com transparência.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.