Projeto criado em Vargeão é apresentado ao Ministério da Educação, em Brasília

“Cuidando de quem cuida” foi exposto para equipe do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Por Redação Oeste Mais

07/07/2022 11h35



Projeto foi apresentado para equipe do Inep (Foto: Divulgação)

O projeto “Cuidando de quem cuida” foi apresentado em Brasília nesta semana à equipe do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), do Ministério da Educação (MEC), durante viagem de uma comitiva de Vargeão à capital federal.

 

A iniciativa é da Secretaria de Educação de Vargeão, município do Oeste catarinense, e foi idealizada ainda durante o pico da pandemia de Covid-19. O projeto também já foi apresentado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina e conquistou o primeiro lugar na Ação Destaque da editora Opet.

 

O “Cuidando de quem cuida” teve o auge em 2021, quando ocorreu o retorno ao ensino presencial nas unidades escolares da rede municipal de ensino de Vargeão. O foco está na criação de ambientes que facilitem o cuidado socioemocional, promovendo e desenvolvendo ações como meditação, yoga, auriculoterapia, ginástica laboral e momentos de escuta com uma psicóloga para profissionais de área de educação.

 

Em Brasília, a secretária de Educação de Vargeão, Carmen Raymundi, e a psicóloga escolar Pricila Tobias apresentaram a ação durante viagem do prefeito Volmir Felipe, que visitou gabinetes de deputados e departamentos ligados ao governo federal para tratar de assuntos de interesse do município.

 

“Estamos honradas em poder levar para todo país os dados educacionais de Vargeão e colaborando com avaliações que venham a contribuir no avanço da qualidade da educação brasileira. Vargeão é um município pequeno, mas tem no seu planejamento avançar cada vez mais”, disse a secretária.

 

O projeto também será apresentado no Congresso de Municípios, Associações e Consórcios. O evento vai acontecer entre os dias 9 e 11 de agosto, em São José, na Grande Florianópolis.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.