Governo de SC anuncia investimento de R$ 86,4 milhões em transporte escolar

300 ônibus serão entregues aos municípios em todo estado

Por Redação Oeste Mais

23/12/2021 15h50 - Atualizado em 23/12/2021 15h50



Ato de entrega dos primeiros veículos foi realizado nesta quinta-feira, em Palhoça (Foto: Secretaria do Estado de Educação)

O secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro, anunciou nesta quinta-feira, dia 23, que o Governo do Estado de Santa Catarina está investindo R$ 86,4 milhões na aquisição de 300 ônibus para o transporte escolar. A primeira entrega, que incluiu 66 ônibus, foi realizada em Palhoça, com a presença de prefeitos e autoridades.

 

“Este ato de entrega dos ônibus simboliza tudo aquilo que temos feito pela educação catarinense, com a ajuda e coordenação do governador Carlos Moisés. Representa a parceria que nós temos com os municípios pela melhoria das condições de estudo do aluno catarinense, pois a educação pública é uma só, não tem rede estadual ou municipal”, afirma Vampiro.

 

Os 66 veículos entregues nesta quinta-feira podem transportar até 59 estudantes sentados e são adaptados para garantir a acessibilidade de pessoas com deficiência. O valor de cada ônibus é de R$ 317,9 mil e beneficia tanto estudantes da rede estadual quanto municipal.

 

A aquisição provém de recursos próprios, através da Secretaria de Estado da Educação (SED), junto ao Programa Caminhos da Escola. Os demais ônibus escolares devem ser entregues ao longo do primeiro trimestre de 2022 para que os alunos possam iniciar o ano letivo de forma ainda mais segura e confortável.

 

Ao término das entregas, cada um dos municípios catarinenses que participam do convênio com a SED será contemplado com ao menos um veículo de transporte escolar. O investimento deve beneficiar cerca de 140 mil estudantes da rede estadual, sem contar alunos matriculados em unidades da rede municipal.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.