Primeiro dia de provas do Enem aborda importância de registro civil e cidadania na redação

Participantes deveriam escrever texto dissertativo-argumentativo, com até 30 linhas

Por Redação Oeste Mais

22/11/2021 09h17 - Atualizado em 22/11/2021 09h19



O primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) trouxe na redação o tema: "Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”. Os participantes deveriam escrever um texto dissertativo-argumentativo, com até 30 linhas, a partir da situação-problema proposta na prova, dos textos motivadores e dos conhecimentos adquiridos. O tema é o mesmo para as duas versões do Enem, impressa digital. 

 

Além da redação, a prova continha 90 questões de múltipla escolha divididas entre linguagens, códigos, ciências humanas e suas tecnologias.

 

O registro de pessoas em cartório é importante pois, se não for registrado, o indivíduo é impedido de ter acesso a certidão de nascimento, casamento ou óbito. As certidões emitidas pelos registros civis são impressas em papel de alta segurança, sendo, portanto, documentos originais e fundamentais ao cidadão.

 

As redações são avaliadas de acordo com cinco competências. A nota pode chegar a 1000 pontos, mas há critérios que atribuem nota zero, como fuga ao tema, extensão total de até sete linhas, trecho desconectado do tema proposto, não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa e desrespeito à seriedade do exame.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.