Santa Catarina inicia segundo semestre letivo com 533 mil alunos na rede estadual

Retorno ocorre no momento em que 70% dos alunos estão com aulas presenciais e quase 100% dos profissionais de educação do Estado estão vacinados contra a Covid-19

Por Oeste Mais

03/08/2021 09h57 - Atualizado em 03/08/2021 09h57



Depois do recesso escolar, os 533 mil alunos da rede estadual de educação de Santa Catarina iniciaram nesta segunda-feira, dia 2, o segundo semestre letivo.

 

E o retorno à sala de aula ocorre no momento em que 70% dos alunos estão com aulas presenciais e quase 100% dos profissionais de educação do Estado estão vacinados contra a Covid-19.

 

A rede estadual retoma as atividades nos três modelos de ensino que já estavam em prática desde o início do ano.

 

O modelo 100% presencial para as escolas que têm espaço físico para atender todos os alunos com os critérios de distanciamento, o modelo híbrido nas escolas em que não é possível manter o distanciamento mínimo entre as carteiras e o 100% remoto, para os estudantes do grupo de risco.

 

Projeto para testar comunidade escolar

 

Na última semana, a Secretaria de Estado da Educação anunciou que dará início a um projeto piloto para testar estudantes, professores e servidores com suspeita de Covid-19.

 

A medida foi comunicada pelo secretário durante reunião do Comitê de Retomada das Aulas Presenciais. Outra novidade aprovada foi a atualização do distanciamento entre os estudantes em sala de aula de 1,5 metro para 1 metro.

 

As mudanças serão oficializadas com a publicação de uma portaria conjunta das secretarias de Estado da Saúde, Educação e Defesa Civil, e incluídas na Nota Técnica que estabelece as medidas sanitárias da Educação.

 

Após a publicação, as escolas e os municípios terão até 30 dias para adaptação ao regramento, período necessário para respeitar as especificidades de cada região e unidade escolar.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.