MEC anuncia prorrogação das inscrições do Sisu até a próxima quarta-feira

Ministro disse que prazo foi estendido para atender demandas dos estudantes

Por Oeste Mais

10/04/2021 10h35 - Atualizado em 10/04/2021 10h35



Processo seletivo da Federal de Campina Grande (PB) pelo Sisu (Foto: Ascom UFCG)

O Ministério da Educação anunciou a prorrogação das inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para a próxima quarta-feira, dia 14. O sistema se encerraria às 23h59 desta sexta-feira, dia 9. A data de divulgação dos resultados também foi transferida da próxima terça para a sexta, dia 16.

 

Neste ano serão ofertadas 209.190 mil vagas, distribuídas em 5.685 mil cursos de graduação. Veja o site do Sisu. Assim, o cronograma ficará da seguinte forma: encerramento das inscrições: quarta (14); resultados: sexta (16); matrículas: de 19 a 23 de abril; lista de espera: de 16 a 23 de abril.

 

O MEC não explicou o motivo para a extensão do prazo em nota divulgada no site, mas post do ministro Milton Ribeiro no Twitter menciona que foram "sensíveis às demandas dos estudantes".

 

O Sisu é um sistema que usa as notas do Enem para que candidatos tentem uma vaga nas universidades públicas brasileiras. Durante os 4 dias em que o Sisu fica aberto para inscrições, os estudantes podem mudar livremente as duas opções de curso + universidade que indicam em seu perfil (embora, ao final, a matrícula será feita em apenas uma delas).

 

O sistema é frequentemente comparado a um leilão. A pontuação dos candidatos que se inscrevem em um curso vai determinar a nota de corte. Ou seja, nesse período de 4 dias, a entrada de candidatos com pontuações altas pode alterar a lista de aprovados de uma hora para outra e, consequentemente, a nota de corte.

 

Até 2020, a concorrência pelas vagas só levava em conta a primeira opção assinalada pelo candidato. No Sisu passado, um novo modelo começou a computar na disputa por vagas as duas opções indicadas. Mas, como explicado antes, a matrícula só pode ser feita em apenas uma opção de curso + universidade. Dessa forma, o desempenho no Enem de um candidato pode inflar artificial e temporariamente as notas de corte - já que uma das escolhas do aluno não valerá com o fechamento do sistema.

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.