307 escolas da rede estadual recebem lousas digitais para tornar o ensino mais interativo e tecnológico

Investimento está incluído no eixo Educação Inovadora do Programa Minha Nova Escola, do governo do estado

Por Oeste Mais

15/09/2020 08h17



Lousas digitais devem ser entregues a todas as escolas da rede estadual (Foto: Divulgação)

Com foco no ensino inovador, 307 escolas da rede estadual de ensino receberam na última semana lousas digitais adquiridas pela Secretaria de Estado da Educação (SED) para uso de alunos e professores. A expectativa é que 141 mil estudantes possam aprender de forma mais interativa com os equipamentos, durante as atividades virtuais ou no retorno das atividades presenciais.

 

Em Chapecó, a diretora da EEB Professora Zitta Flach, Keila Dillmann, destaca que a chegada das lousas digitais muda o processo de ensino na escola. "Se antes a sala de aula tinha apenas quadro branco, pincel e apagador, agora tem uma tecnologia complementar, que agrega na interação entre professor e alunos".

 

As entregas de lousas digitais devem seguir na próxima semana e fazer com que o equipamento esteja em todas as escolas da rede estadual. O objetivo da SED é equipar as unidades de ensino para que os alunos encontrem um ambiente com mais recursos pedagógicos quando retornarem para as atividades presenciais.

 

O investimento está incluído no eixo Educação Inovadora do Programa Minha Nova Escola, do governo do estado. Em menos de dois anos foram aplicados R$ 39 milhões em equipamentos tecnológicos para todas as escolas da rede estadual, incluindo lousas digitais, computadores, notebooks e tablets. Também houve investimento de R$ 86,7 milhões para aquisição de laboratórios de química, física, matemática e biologia para escolas, além da compra de mobiliário e materiais escolares.

 

Como as lousas digitais contribuirão com o ensino

 

O coordenador de tecnologias educacionais e inovação da Diretoria de Ensino da SED, Luiz Alessandro da Silva, elenca alguns benefícios das lousas digitais: facilitar a prática pedagógica dos professores, que podem projetar e usar conteúdos de diversas formas; potencializar a aprendizagem, trazendo recursos diferenciados para aproximar os alunos dos conhecimentos adquiridos em sala de aula; estimular o aprendizado e o trabalho em grupo; permitir que o professor opere softwares, apresente e edite imagens, mostre vídeos, navegue na Internet, entre outras atividades.

 

“A lousa digital é um exemplo de tecnologia educacional que pode ser incorporada rapidamente ao plano de aula para reforçar os conteúdos curriculares transmitidos em sala, dando mais dinamismo para o processo de ensino e aprendizagem. Por ser um recurso versátil e de fácil manuseio, oferece uma série de benefícios tanto para os professores como para os alunos, que ficam mais atentos às aulas e curiosos com a utilização”, destaca Luiz Alessandro.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.